Polícia do Meio Ambiente prende 14 por extração ilegal de areia em Conceição do Rio Verde, MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Homens trabalhavam no leito do Rio Verde. O responsável recebeu multa de R$ 33 mil; suspeitos foram liberados.

04/02/2015 21:10
A Polícia Militar do Meio Ambiente prendeu 14 pessoas por crime ambiental na tarde desta quarta-feira (4) em Conceição do Rio Verde MG. Os homens foram flagrados extraindo ilegalmente areia no leito do Rio Verde. Segundo a polícia, os suspeitos não tinham licença para realizar a extração.
Ainda de acordo com a polícia, os homens cometeram o crime de degradação ambiental, já que o local é uma Área de Preservação Permanente (APP). Ao invés de bancos de areia e tráfego de caminhão, no local deveria ter uma vegetação natural.
Polícia do Meio Ambiente prende 14 por extração ilegal de areia em Conceição do Rio Verde (Foto: Reprodução EPTV)

A polícia ainda apreendeu 12 barcos, seis motores de popa, uma caçamba, um caminhão e 97 metros cúbicos de areia. Segundo a PM, o material pertence ao empresário Paulo Enéas Gonçalves, conhecido como “Paulo da Areia”. Antes de ser liberado, ele foi multado pelo crime ambiental e exploração ilegal de recursos minerais no valor de R$ 33 mil. Os outros 13 envolvidos também foram ouvidos e liberados. Segundo o delegado José Ronaldo Kneipp, eles serão testemunhas do caso.
Por telefone, Paulo Enéas Gonçalves informou que possui uma autorização para extrair a areia do local, que foi dada ao pai dele pela prefeitura há 50 anos. Ele ainda disse que não sabia que era necessário regularizar a situação da extração junto à Polícia do Meio Ambiente e nem que a área era uma APP.

Informações: Polícia Militar do Meio Ambiente
Leia mais no G1

Polícia do Meio Ambiente prende 14 por extração ilegal de areia em Conceição do Rio Verde, MG

Homens trabalhavam no leito do Rio Verde. O responsável recebeu multa de R$ 33 mil; suspeitos foram liberados.

04/02/2015 21:10
A Polícia Militar do Meio Ambiente prendeu 14 pessoas por crime ambiental na tarde desta quarta-feira (4) em Conceição do Rio Verde MG. Os homens foram flagrados extraindo ilegalmente areia no leito do Rio Verde. Segundo a polícia, os suspeitos não tinham licença para realizar a extração.
Ainda de acordo com a polícia, os homens cometeram o crime de degradação ambiental, já que o local é uma Área de Preservação Permanente (APP). Ao invés de bancos de areia e tráfego de caminhão, no local deveria ter uma vegetação natural.
Polícia do Meio Ambiente prende 14 por extração ilegal de areia em Conceição do Rio Verde (Foto: Reprodução EPTV)

A polícia ainda apreendeu 12 barcos, seis motores de popa, uma caçamba, um caminhão e 97 metros cúbicos de areia. Segundo a PM, o material pertence ao empresário Paulo Enéas Gonçalves, conhecido como “Paulo da Areia”. Antes de ser liberado, ele foi multado pelo crime ambiental e exploração ilegal de recursos minerais no valor de R$ 33 mil. Os outros 13 envolvidos também foram ouvidos e liberados. Segundo o delegado José Ronaldo Kneipp, eles serão testemunhas do caso.
Por telefone, Paulo Enéas Gonçalves informou que possui uma autorização para extrair a areia do local, que foi dada ao pai dele pela prefeitura há 50 anos. Ele ainda disse que não sabia que era necessário regularizar a situação da extração junto à Polícia do Meio Ambiente e nem que a área era uma APP.

Informações: Polícia Militar do Meio Ambiente
Leia mais no G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário