Publicidade

Paulista Vulcan Bor Pneus vai construir, até 2023, três fábricas no município do Sul de Minas


01/08/2015 20:24
Jacutinga terá aporte de R$ 600 mil - Foto/divulgação
Mediante investimentos de R$ 600 milhões, a Vulcan Bor Pneus se prepara para atuar no mercado mineiro. A empresa vai construir três fábricas em Jacutinga, MG. A primeira será de pneus para motos e o início das operações está previsto para julho de 2018, com a geração de 100 empregos diretos. A segunda, com foco na produção de kits de transmissão para motocicletas, sem data de inauguração definida, está planejada para 2021, enquanto a terceira, de câmaras de ar, deve ser aberta em 2023.

De acordo com o proprietário da empresa, Wagner Luiz Silva, a escolha pelo município se deve, principalmente, à proximidade com a matriz, que fica em São Paulo. Além disso, pesou na decisão o fato de se tratar de uma região estratégica, com polo têxtil consolidado e boa oferta de mão de obra qualificada, completa o controller da Vulcan Bor Pneus, Paulo Barreto. "Durante o processo de implantação, podemos ter alguns ajustes, inclusive em termos de investimentos", afirma.

As três unidades vão ocupar um terreno de 50 mil metros quadrados no distrito industrial da cidade, às margens da MG-290, doado pela Prefeitura de Jacutinga. A assinatura do protocolo de intenções com o município acontece na próxima quarta-feira. A Vulcan Bor, que completa 27 anos em novembro deste ano, é uma indústria nacional que tem como objetivo principal criar e prover as mais variadas soluções em produtos para manutenção, controle e montagem de pneus e câmaras de ar.

A chegada da empresa a Jacutinga, no extremo sul de Minas, é fruto do processo de diversificação da economia local, segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Miller Moliani de Lima. Ele explica que houve um grande avanço em termos de atração de empresas, e lembra que, antigamente, há 40 ou 50 anos, a agricultura era a principal atividade econômica da cidade. Depois, o município se tornou polo de fabricação de malhas, responsável por 25% da produção nacional do setor.

Outras - Jacutinga, por isso conhecida como "capital nacional das malhas", também está se preparando para receber outras empresas, como a Olga Color, especializada, há 46 anos, no segmento de alumínio voltado para construção civil e industrial. "Ela já está em processo de construção para instalar uma unidade na cidade, que ocupará 80 mil metros quadrados e vai gerar 400 empregos diretos", diz o secretário. A empresa vai produzir perfis de alumínio na nova planta.

Segundo Lima, a atração de aportes de diversos segmentos tem dado bons resultados.  o caso da Kathrein, multinacional alemã que fabrica antenas e alarmes para o setor automotivo e que inaugurou unidade em Jacutinga em setembro de 2014. "Com a instalação, foram criados 120 empregos diretos", afirma o secretário. Já a estimativa anual de faturamento é de R$ 62 milhões.

Fonte: Diário do Comércio

Jacutinga terá aporte de R$ 600 mil

Paulista Vulcan Bor Pneus vai construir, até 2023, três fábricas no município do Sul de Minas


01/08/2015 20:24
Jacutinga terá aporte de R$ 600 mil - Foto/divulgação
Mediante investimentos de R$ 600 milhões, a Vulcan Bor Pneus se prepara para atuar no mercado mineiro. A empresa vai construir três fábricas em Jacutinga, MG. A primeira será de pneus para motos e o início das operações está previsto para julho de 2018, com a geração de 100 empregos diretos. A segunda, com foco na produção de kits de transmissão para motocicletas, sem data de inauguração definida, está planejada para 2021, enquanto a terceira, de câmaras de ar, deve ser aberta em 2023.

De acordo com o proprietário da empresa, Wagner Luiz Silva, a escolha pelo município se deve, principalmente, à proximidade com a matriz, que fica em São Paulo. Além disso, pesou na decisão o fato de se tratar de uma região estratégica, com polo têxtil consolidado e boa oferta de mão de obra qualificada, completa o controller da Vulcan Bor Pneus, Paulo Barreto. "Durante o processo de implantação, podemos ter alguns ajustes, inclusive em termos de investimentos", afirma.

As três unidades vão ocupar um terreno de 50 mil metros quadrados no distrito industrial da cidade, às margens da MG-290, doado pela Prefeitura de Jacutinga. A assinatura do protocolo de intenções com o município acontece na próxima quarta-feira. A Vulcan Bor, que completa 27 anos em novembro deste ano, é uma indústria nacional que tem como objetivo principal criar e prover as mais variadas soluções em produtos para manutenção, controle e montagem de pneus e câmaras de ar.

A chegada da empresa a Jacutinga, no extremo sul de Minas, é fruto do processo de diversificação da economia local, segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Miller Moliani de Lima. Ele explica que houve um grande avanço em termos de atração de empresas, e lembra que, antigamente, há 40 ou 50 anos, a agricultura era a principal atividade econômica da cidade. Depois, o município se tornou polo de fabricação de malhas, responsável por 25% da produção nacional do setor.

Outras - Jacutinga, por isso conhecida como "capital nacional das malhas", também está se preparando para receber outras empresas, como a Olga Color, especializada, há 46 anos, no segmento de alumínio voltado para construção civil e industrial. "Ela já está em processo de construção para instalar uma unidade na cidade, que ocupará 80 mil metros quadrados e vai gerar 400 empregos diretos", diz o secretário. A empresa vai produzir perfis de alumínio na nova planta.

Segundo Lima, a atração de aportes de diversos segmentos tem dado bons resultados.  o caso da Kathrein, multinacional alemã que fabrica antenas e alarmes para o setor automotivo e que inaugurou unidade em Jacutinga em setembro de 2014. "Com a instalação, foram criados 120 empregos diretos", afirma o secretário. Já a estimativa anual de faturamento é de R$ 62 milhões.

Fonte: Diário do Comércio

Nenhum comentário:

Postar um comentário