Homem baleado na cabeça desobedeceu a PM por não ter CNH - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Segundo familiares, ele teria ficado com medo e por isso fugiu de policiais. José Ronaldo Santos, de 31 anos, está internado em Três Corações.


12/09/2015 20:43

O homem que levou um tiro na cabeça depois de desobedecer a Polícia Militar na tarde desta sexta-feira (11) no bairro Vila Jessé, em Três Corações, MG, passou por uma cirurgia e segundo a família, continua internado em estado grave no Hospital Três Corações. Segundo familiares, ele não tinha carteira de habilitação.

"Ele não tinha carteira e o que aconteceu? Ele ficou com medo e fugiu pela carteira", disse um familiar do homem, que não quis ser identificado.

José Ronaldo Santos, de 31 anos, não teria respeitado um sinal de parada da polícia e por isso foi perseguido. Ele foi baleado e levado em estado grave para o hospital. O militar que fez o disparo está preso e vai responder a um inquérito militar.
A família da vítima informou que vai entrar na Justiça contra o policial por abuso de poder. Já a PM disse que José Ronaldo tem passagens pela polícia por tráfico, furto e direção perigosa. A Polícia Militar também informou que a blitz que acontecia era contra o tráfico de drogas e que dentro do carro foi encontrada uma arma de brinquedo.

__________________________________________
Saiba mais



Fonte: G1

Homem baleado na cabeça desobedeceu a PM por não ter CNH

Segundo familiares, ele teria ficado com medo e por isso fugiu de policiais. José Ronaldo Santos, de 31 anos, está internado em Três Corações.


12/09/2015 20:43

O homem que levou um tiro na cabeça depois de desobedecer a Polícia Militar na tarde desta sexta-feira (11) no bairro Vila Jessé, em Três Corações, MG, passou por uma cirurgia e segundo a família, continua internado em estado grave no Hospital Três Corações. Segundo familiares, ele não tinha carteira de habilitação.

"Ele não tinha carteira e o que aconteceu? Ele ficou com medo e fugiu pela carteira", disse um familiar do homem, que não quis ser identificado.

José Ronaldo Santos, de 31 anos, não teria respeitado um sinal de parada da polícia e por isso foi perseguido. Ele foi baleado e levado em estado grave para o hospital. O militar que fez o disparo está preso e vai responder a um inquérito militar.
A família da vítima informou que vai entrar na Justiça contra o policial por abuso de poder. Já a PM disse que José Ronaldo tem passagens pela polícia por tráfico, furto e direção perigosa. A Polícia Militar também informou que a blitz que acontecia era contra o tráfico de drogas e que dentro do carro foi encontrada uma arma de brinquedo.

__________________________________________
Saiba mais



Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário