Primavera Cultural promove diversas atividades culturais em São Lourenço, MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

A primeira edição do Festival envolveu artistas, oficineiros, músicos e palestrantes locais e regionais com o objetivo de fomentar a cultura e integração social e cultural

24/09/2015 20:46
Primavera Cultural promove diversas atividades culturais em São Lourenço, MG - Fotos: Correio Papagaio

Nos dias 19 e 20 de setembro, o Festival Primavera Cultural promoveu diversas atividades culturais, sociais e educacionais no Parque Municipal Ilha Antônio Dutra. O evento foi promovido pelo MIRA (Movimento Independente de Resistência e Arte) com o objetivo de valorizar os artistas locais e regionais e facilitar o acesso à cultura.

No dia 19, sábado, foram realizadas atividades infantis e oficinas de circo e teatro. A Gerência do Meio Ambiente doou 20 mudas de árvores frutíferas, que foram plantadas pelas crianças e participantes do evento na área de Preservação Ambiental. Oficinas de música, contação de história, aulão e roda de Abadá capoeira, apresentação cultural de Coral e Seresta e Street Dance fizeram o primeiro dia de festival um grande sucesso. Ainda durante o dia, palestras de conscientização ambiental, com Robert Oliveira, da Ong Arara e distribuição de sementes. Durante a noite, o Festival contou com um público de aproximadamente 3 mil pessoas. Artistas da cidade e região apresentaram os seus trabalhos, nos diferentes estilos musicais. No funk, os mcs são Lourencianos Mc Dimenor, Mc Lukinha, Prynce. O rap abriu espaço para artistas de Aiuruoca, Drimpê; de Passa Quatro,Qcai e Bong; e de Itamonte Reet Kush. Diretamente do Rio de Janeiro, TheBosh55 e de Igor Bidi. Finalizando a noite com o Sãolourenciano Ojan, acompanhado da renomada backing band Royal Reggae Band, recém chegada de turnê europeia, onde se apresentou nos maiores festivais de reggae da Europa. “O nosso objetivo principal foi concretizado: mostrar para os jovens da cidade que temos um espaço e que a cultura pode ser promovida com qualidade e para todos”, explica Michelle Elise, assistente social, uma das realizadoras do evento.

No domingo (20), o evento teve mais atividades para as crianças, palestras e apresentações culturais. Durante a noite, mais uma vez, a valorização dos artistas locais, com apresentações de Cacá Mariano, Tukriyatu, Skull Face e Função Nativa. Para finalizar em grande estilo, o Festival convidou Dada Yute, também recém-chegado da Europa, onde realizou a turnê com a Royal Reggae Band. “Apesar da importância do evento, a nível social, cultural e turístico, sentimos um grande descaso da Secretaria de Esporte, Turismo e Cultura que, entre outras coisas, esqueceu de notificar os feirantes da realização do festival, o que gerou transtorno para eles e para nós”, explica a assistente social.
“Ainda assim, e apesar dos percalços, o evento foi marcado por sentimentos de emoção, alegria e muita cultura”, conclui Michelle Elise. 

A primeira edição do Primavera Cultural foi um sucesso e pretende entrar para o calendário anual da cidade. Os organizadores agradecem o patrocínio e apoio das empresas de São Lourenço que acreditaram no projeto e deram suporte para que o mesmo fosse realizado. Os organizadores ressaltaram também o importante suporte oferecido pelo prefeito municipal, José Sacido Barcia Neto, e pela Secretaria de Desenvolvimento Social, em especial Ralph Eboli Lage e o Projeto Crer-Ser. 

Mais fotos:




Fonte: Correio do Papagaio

Primavera Cultural promove diversas atividades culturais em São Lourenço, MG

A primeira edição do Festival envolveu artistas, oficineiros, músicos e palestrantes locais e regionais com o objetivo de fomentar a cultura e integração social e cultural

24/09/2015 20:46
Primavera Cultural promove diversas atividades culturais em São Lourenço, MG - Fotos: Correio Papagaio

Nos dias 19 e 20 de setembro, o Festival Primavera Cultural promoveu diversas atividades culturais, sociais e educacionais no Parque Municipal Ilha Antônio Dutra. O evento foi promovido pelo MIRA (Movimento Independente de Resistência e Arte) com o objetivo de valorizar os artistas locais e regionais e facilitar o acesso à cultura.

No dia 19, sábado, foram realizadas atividades infantis e oficinas de circo e teatro. A Gerência do Meio Ambiente doou 20 mudas de árvores frutíferas, que foram plantadas pelas crianças e participantes do evento na área de Preservação Ambiental. Oficinas de música, contação de história, aulão e roda de Abadá capoeira, apresentação cultural de Coral e Seresta e Street Dance fizeram o primeiro dia de festival um grande sucesso. Ainda durante o dia, palestras de conscientização ambiental, com Robert Oliveira, da Ong Arara e distribuição de sementes. Durante a noite, o Festival contou com um público de aproximadamente 3 mil pessoas. Artistas da cidade e região apresentaram os seus trabalhos, nos diferentes estilos musicais. No funk, os mcs são Lourencianos Mc Dimenor, Mc Lukinha, Prynce. O rap abriu espaço para artistas de Aiuruoca, Drimpê; de Passa Quatro,Qcai e Bong; e de Itamonte Reet Kush. Diretamente do Rio de Janeiro, TheBosh55 e de Igor Bidi. Finalizando a noite com o Sãolourenciano Ojan, acompanhado da renomada backing band Royal Reggae Band, recém chegada de turnê europeia, onde se apresentou nos maiores festivais de reggae da Europa. “O nosso objetivo principal foi concretizado: mostrar para os jovens da cidade que temos um espaço e que a cultura pode ser promovida com qualidade e para todos”, explica Michelle Elise, assistente social, uma das realizadoras do evento.

No domingo (20), o evento teve mais atividades para as crianças, palestras e apresentações culturais. Durante a noite, mais uma vez, a valorização dos artistas locais, com apresentações de Cacá Mariano, Tukriyatu, Skull Face e Função Nativa. Para finalizar em grande estilo, o Festival convidou Dada Yute, também recém-chegado da Europa, onde realizou a turnê com a Royal Reggae Band. “Apesar da importância do evento, a nível social, cultural e turístico, sentimos um grande descaso da Secretaria de Esporte, Turismo e Cultura que, entre outras coisas, esqueceu de notificar os feirantes da realização do festival, o que gerou transtorno para eles e para nós”, explica a assistente social.
“Ainda assim, e apesar dos percalços, o evento foi marcado por sentimentos de emoção, alegria e muita cultura”, conclui Michelle Elise. 

A primeira edição do Primavera Cultural foi um sucesso e pretende entrar para o calendário anual da cidade. Os organizadores agradecem o patrocínio e apoio das empresas de São Lourenço que acreditaram no projeto e deram suporte para que o mesmo fosse realizado. Os organizadores ressaltaram também o importante suporte oferecido pelo prefeito municipal, José Sacido Barcia Neto, e pela Secretaria de Desenvolvimento Social, em especial Ralph Eboli Lage e o Projeto Crer-Ser. 

Mais fotos:




Fonte: Correio do Papagaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário