Concurso público da Prefeitura de Caxambu tem a prova cancelada - ALÔ ALÔ CIDADE

Concurso público da Prefeitura de Caxambu tem a prova cancelada

Compartilhar isso

Em pelo menos 2 escolas, número de candidatos era maior que o previsto. Organizadora do concurso diz que teve problema com boletos de inscrição


21/02/2016 18:24
Tumulto em prova do concurso público da Prefeitura
 de Caxambu - Fotos: Marcio Silva Figueiredo 
A aplicação de parte das provas do concurso público da Prefeitura de Caxambu (MG) foi cancelada neste domingo (21) devido a problemas na organização do exame. A informação foi confirmada no começo da tarde pela administração municipal por meio de nota. Segundo o documento, candidatos que compareceram a duas escolas estaduais pela manhã tiveram dificuldades para confirmar presença na listagem oficial. A Polícia Militar registrou tumulto nessas unidades.

De acordo com a PM, houve atraso no início das provas, previstas para 8h deste domingo, porque as salas de aula das escolas estaduais Ruth Martins de Almeida e Domingos Gonçalves de Melo Mingote (o Polivalente) não comportavam o número de candidatos presentes. Um representante da empresa contratada para organizar o concurso informou que um problema com os boletos para pagamento das inscrições causou um erro na emissão da lista de presença. Não havia nem material nem cadeiras suficientes.

Candidatos fora da lista oficial
Em lista divulgada no dia 18 de fevereiro, a aplicadora do concurso estimava em 3.691 o número de inscritos para as provas. Na mesma data, uma relação com o nome de cada inscrito e o respectivo local do exame também foi divulgada. Foi publicada ainda uma terceira lista com a associação entre cargo pretendido e local de prova.

Junto com as orientações sobre o concurso, a empresa organizadora alertava para a provável ausência do nome de alguns inscritos na listagem oficial. "Caso o seu nome não esteja em nossa planilha de locais de prova atualizada em 18/02/2016, basta comparecer ao local de prova do pretendido cargo, com o boleto, comprovante de pagamento e documento de identidade com foto oficial, que você realizará a prova objetiva", dizia o informativo.

O concurso público da Prefeitura de Caxambu possui 129 vagas para 47 cargos. Nas escolas onde foram registrados os tumultos seriam aplicadas as provas para servente de serviços gerais, técnico de enfermagem, auxiliar de biblioteca, vigia e cantineira.

Indefinição
A organizadora do concurso não informou quais provas foram canceladas ou quantos candidatos foram afetados. Há previsão de que algumas provas serão remarcadas. Até esta publicação também não havia informação se os cancelamentos poderiam invalidar o concurso. O cronograma para aplicação de exames à tarde foi mantido.

A Prefeitura de Caxambu comunicou que vai acompanhar o andamento do concurso para definir possíveis medidas jurídicas, uma vez que a empresa contratada ganhou um processo licitatório para cuidar das provas.

Tumulto
Um verdadeiro tumulto de pessoas se formou no município de Caxambu, MG na manhã deste domingo (21/02), data marcada para a realização da prova do concurso público para preencher cerca de 129 vagas em 47 cargos na Prefeitura de Caxambu. De acordo com uma publicação oficial no site da Magnus Concursos eram 3.691 (três mil, seiscentos e noventa e um) inscritos para fazer o concurso na data deste domingo (21/02), mas a própria empresa havia publicado na página do concurso que quem chegasse com os documentos, como comprovante de pagamento, inscrição e também um documento com foto faria a prova e como muitas pessoas estavam nessa situação, onde resultou no problema. Segundo informações dos candidatos inscritos para fazer a prova, os problemas desta manhã, estão o fato das escolas não terem local suficiente para o número de pessoas inscritas. Estas pessoas alegam também ter pagado a taxa de inscrição, mas a mesma não teria sido registrada no sistema da empresa, talvez por questões bancárias. Com o nome fora da lista, estas pessoas não puderam participar da prova, o que acabou gerando mais confusão, pois no site da empresa licitada para a realização do concurso havia uma nota explicando que caso o nome do candidato não parecesse na lista, bastava o mesmo comparecer no local da prova com os comprovantes de pagamento para participar da prova objetiva.
Em contato com a empresa responsável pela prova, por telefone, a reportagem do Alô Alô Cidade não teve resposta, pois ninguém atendeu. Embora muitas especulações nas redes sociais, o concurso para a prefeitura de Caxambu não teria sido suspenso e a segunda bateria de provas deve acontecer por volta das 13:00hs deste domingo, mas ainda não existem informações concretas sobre a situação dos inscrito e das provas realizadas pela manhã.

Vídeo:


Nota da Prefeitura:

O Prefeito de Caxambu lamenta o cancelamento de algumas provas do Concurso Público ocorrido na manhã deste domingo.
O Executivo esclarece que obrigação de um Prefeito neste caso é abrir o concurso no município. Para tanto, é organizado um processo licitatório do qual a empresa vencedora torna-se a responsável pela execução do mesmo.
O Prefeito não pode e não tem acesso a estes mecanismos do desenrolar de todo o processo de organização do concurso, especialmente para não haver dúvidas quanto à isenção do Executivo em relação a influenciar decisões e resultados do mesmo.
Sendo assim todo o processo neste caso de Caxambu, desde a inscrição até a aplicação das provas é de responsabilidade da Magnus Concursos, empresa que ganhou a licitação.
Pois bem, é oportuno esclarecer que ao longo deste período, desde a abertura do edital até as inscrições, ocorreram alguns problemas com os códigos de barra, entre a Caixa Econômica, casas lotéricas e a empresa Magnus. Segundo o que foi explicado pela empresa Magnus, estava tendo atraso entre o repasse de informação das inscrições por parte da Caixa Econômica Federal para a empresa Magnus. Portanto os nomes de muitos que pagaram a inscrição não eram confirmados na listagem oficial.
A empresa Magnus informou em nota que aqueles que estivessem com os comprovantes de inscrição em mãos, fariam a prova normalmente. A nota foi inclusive republicada pelos veículos oficiais da Prefeitura como forma de ajudar na divulgação e informar a população.
Entretanto, segundo a empresa, a mesma não sabia qual o número exato de pessoas que estavam com o comprovante de inscrição em mãos.
Sendo assim hoje pela manhã, na hora da aplicação das provas, o número de inscritos que compareceram nas escolas Ruth Martins de Almeida e Polivalente foi maior do que o número de cadeiras e provas disponíveis.
Com certeza absoluta esta falta de informações entre as instituições gerou todo este problema na manhã de hoje, penalizando o cidadão que compareceu para fazer a prova.
O Prefeito lamenta o ocorrido e reafirma que aguarda uma definição da Magnus Concursos em relação ao ocorrido hoje, pois esta empresa é a única responsável, sendo que a mesma ganhou a licitação para organizar e executar o concurso e tem a obrigação de realizar o mesmo conforme contrato.
O Executivo Municipal, assim como a Justiça, só poderá tomar providências quando efetivamente tiver algum motivo ilícito concreto, ou seja, se a empresa definitivamente não executar o concurso.
De acordo com o pronunciamento extra-oficial da empresa hoje pela manhã, as provas previstas para a Escola Ruth Martins de Almeida e Polivalente, do turno da manhã, serão remarcadas.
A Prefeitura vai acompanhar de perto com seu Departamento Jurídico o desenrolar dos fatos e tomará as providências cabíveis.

Informações: Prefeitura de Caxambu
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário