PUBLICIDADES

LOCAFÁCIL

UNINTER

UNINTER
Indique meu número de RU: 2136405 na sua matrícula em qualquer curso e ganhe desconto.

J MATOS CORRETORA

EDU PNEUS

EDU PNEUS

BRASIL LIKE

05/10/2016

Governo realiza trabalho de alta complexidade no atendimento a casos de câncer

A assistência oncológica estadual envolve os Unacons e Cacons, além dos caminhões de mamografia que circulam pelo estado


05/10/2016
Governo realiza trabalho de alta complexidade no atendimento a casos de câncer - Fotos: Pedro Ricardo
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) realiza amplo trabalho de assistência aos casos de câncer na Rede Estadual de Assistência Oncológica no estado por meio das Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), e dos Centros de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon).
De acordo com a Portaria nº 874, de 16 de maio de 2013, os Unacons são unidades hospitalares que realizam o diagnóstico definitivo e o tratamento dos cânceres da região de saúde onde está inserido.
Os Cacons, também de acordo com a portaria, são unidades hospitalares que funcionam aos moldes dos Unacons, mas realizam a assistência aos tipos de câncer mais prevalentes, mas não obrigatoriamente dos cânceres raros e infantis.
A rede de atendimento é estruturada dentro das Unidades Prestadoras de Serviços (UPS), definidos pelos parâmetros do Ministério da Saúde.
Os Caminhões de Mamografia também estão na ponta dos atendimentos do Governo de Minas Gerais em todo estado. Os diagnósticos, realizados pelos caminhões, que precisam de tratamentosão direcionados aos Unacons e Cacons.

"O modelo de rede de assistência ao câncer coloca no centro da discussão a importância da organização dos territórios, onde os municípios devem ter toda a assistência para prevenção, diagnóstico e tratamento para todas as mulheres que necessitem do atendimento"
Márcia Dayrel, diretora da Rede de Atenção às Doenças Crônicas da Secretaria de Estado de Saúde

De acordo com a coordenação da Rede de Atenção às Doenças Crônicas, da SES-MG, a rede de atendimento ao câncer é direcionada aos tratamentos oncológicos mais prevalentes no país: como mama, próstata, colo do útero, estômago, cólon e reto.

Recursos para a assistência especializada
As unidades possuem condições técnicas, instalações físicas, equipamentos e recursos humanos adequados à prestação de assistência especializada em alta complexidade. Estas unidades hospitalares podem ter em sua estrutura física a assistência radioterápica ou referenciar os pacientes que necessitam desta modalidade terapêutica.
Cada estabelecimento de saúde habilitado como Cacon e Unacon que tenha como responsabilidade uma população de 500 mil habitantes ou 900 casos novos de câncer por ano (ou seus múltiplos a mais). Além disso, com exceção do câncer não melanótico de pele, a unidade deve observar os parâmetros mínimos de produção anual de exames, relacionados às seguintes modalidades de tratamento do câncer: 650 procedimentos de cirurgia de câncer; 5.300 procedimentos de quimioterapia; e 43 mil campos de radioterapia, por equipamento(s) instalado(s).
Clique aqui e confira os serviços de atendimento na capital e no interior de Minas Gerais.

Caminhão de Mamografia
Com o objetivo atender os vazios assistências, ou seja, onde há pouco acesso das usuárias a este exame e para possível detecção precoce da neoplasia mamária, bem como garantir o fornecimento regular do exame a todas as mulheres, o Estado conta com oito unidades móveis de mamografia, que atendem em média 260 municípios por ano.
Vale lembrar que o diagnóstico precoce é a maior chance de cura. Cada unidade móvel é equipada com um aparelho de mamógrafo e duas técnicas em radiologia para realização do exame e realiza cerca de 1.000 exames mensais.
Os resultados são enviados via correios, no prazo aproximado de 20 dias para as Secretarias Municipais de Saúde. O município, então, deverá encaminhar as pacientes com mamografias alteradas para a realização de exames para definição diagnóstica nos Serviços de Atenção Especializada. Se confirmada a suspeita de câncer, a paciente deverá ser encaminhada para um dos 32 Cacons/Unacons de referência para o município.


Seis municípios do Norte de Minas recebem as unidades móveis de mamografia
Desde o dia 26 de setembro, um caminhão equipado com mamógrafo está no município de Monte Azul, onde permanecerá até o dia 28 de outubro. A unidade tem capacidade para realizar, diariamente, 50 exames que são agendados pela Secretaria Municipal de Saúde.
Desde segunda-feira (3/10), outro caminhão mamógrafo da SES-MG está no município de Engenheiro Navarro. Ele fica na região até a sexta-feira (7/10).
No restante do mês, a programação da rota a ser percorrida pelos caminhões será a seguinte: Francisco Dumont (10 a 14 de outubro); Claro dos Poções (entre os dias 17 e 28); Joaquim Felício e Santo Antônio do Retiro (no período de 31 de outubro a 4 de novembro). Outros detalhes: clique aqui.
Para realização do exame de mamografia, a mulher deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima. No Blog da Saúde é possível conferir as datas de atendimento do mamógrafo móvel em cada uma das regiões. Clique aqui para conferir.


Programa Estadual do Câncer de Mama

O Programa Estadual de Controle do Câncer de Mama possui uma série de diretrizes para ampliar o acesso das mulheres entre 50 e 69 anos aos exames de mamografia de rastreamento para detecção precoce da doença.
Esse grupo, caso esteja sem sintomas, por exemplo, não precisa passar por uma consulta médica para ter acesso ao exame. As mulheres nessa faixa etária podem solicitar o encaminhamento na Unidade Básica de Saúde sem a realização da consulta e o agendamento pode ser feito na mesma unidade.
A recomendação é que as mulheres que tiveram resultados normais na mamografia realizem o exame a cada dois anos. Para as mulheres que estão fora dessa faixa etária é ofertada a mamografia diagnóstica, caso haja indicação da equipe de saúde, conforme suspeita clínica.
Em caso de suspeita de câncer de mama, a mamografia diagnóstica é prioritária. Mulheres com sintomas, em qualquer idade, ou histórico familiar da doença, com idade superior a 35 anos, devem realizar o exame, conforme indicação clínica.
Para agilizar o encaminhamento aos exames complementares e o início do tratamento das pacientes que apresentaram alterações na mamografia (com Bi-Rads 4 ou 5) e tumores malignos, a SES-MG fornece um incentivo financeiro para os Centros de Alta Complexidade em Oncologia (Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia/Unacon) de Minas Gerais.

CURTA O FACEBOOK

PUBLICIDADES

CENTRAL PRESENTES

DROGARIA PRINCESA

SERRARIA SILVEIRA

SILVAS BAR

AUTO ESCOLA LAMBARI

CANAL ALÔ ALÔ CIDADE

FACEBOOK EM TEMPO REAL

Copyright © ALÔ ALÔ CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top