Publicidade

Três crianças foram resgatadas com suspeita de traumatismo craniano.

28/05/2018
 Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG - (Foto: Corpo de Bombeiros)

Uma Kombi que transportava alunos em São João Batista do Glória (MG) capotou na manhã desta sexta-feira (23) e deixou pelo menos 13 pessoas feridas. Durante o resgate, três crianças foram levadas do local com suspeita de traumatismo craniano.

O motorista contou à polícia que tentou desviar de um carro e perdeu o controle em uma área de zona rural. A van caiu em um barranco de 15 a 20 metros de altura, capotou várias vezes e ficou presa entre a vegetação, em local de difícil acesso. Foi preciso usar equipamentos de resgate de altura para retirar as vítimas. 
 Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG - (Foto: Corpo de Bombeiros)

O Corpo de Bombeiros de Passos (MG) foi chamado e chegou acionar o helicóptero para socorro das vítimas, que fica em Varginha (MG). Mas, por conta do mau tempo, precisou retornar.
As vítimas foram resgatadas pelos bombeiros e pelo Samu e levadas ao hospital de São João Batista do Glória. Depois do primeiro atendimento, todas foram transferidos para a Santa Casa de Passos. Segundo os bombeiros, os alunos têm idade entre 5 e 16 anos.
Não há informações sobre o estado de saúde dos alunos e do motorista. 

Criança ferida em acidente com Kombi escolar em MG diz que alunos estavam sem cinto de segurança

Veículo caiu de barranco de cerca de 20 metros de altura deixando 13 feridos; motorista admitiu ter dormido ao volante, em São João Batista do Glória.

Uma das crianças feridas no acidente com uma Kombi escolar em São João Batista do Glória (MG), na última sexta-feira (23), disse que ela e os colegas não estavam de cinto de segurança. Na ocasião, o veículo caiu em um barranco de 15 a 20 metros de altura, capotou várias vezes e ficou preso à vegetação. Uma menina de 9 anos precisou andar cerca de 4 km para conseguir socorro antes se ser internada na UTI.
Outra das vítimas, a menina Eloá Lopes Marques, de apenas 8 anos, lembrou do acontecido e disse que o motorista cochilou ao volante – mesma versão dada por ele para os investigadores.
“O motorista dormiu. Aí a hora que ele caiu, ele estava tentando frear, só que não conseguiu”, explicou ela.
A repórter Graziela Fávaro, da EPTV Sul de Minas, afiliada da Rede Globo, pergunta, então, se ela estava usando cinto. A resposta é taxativa: “Não”. Em sequência, Eloá é questionada se os colegas estavam usando, e nova resposta negativa (confira no vídeo acima).
“Aí a hora que a perua caiu, eu dormi. Aí teve as meninas do colégio que subiram a serra para pedir ajuda, enquanto eu e todo mundo ficamos lá, na terra, sentados. Aí ela foi, pediu ajuda e chegou um montão de gente da pousada. Aí depois chegou ambulância”, contou.
A Secretaria Municipal de Educação diz, no entanto, que no boletim de ocorrência já consta que todas as pessoas usavam cinto de segurança, mas que vai aguardar a investigação da Polícia Civil pra saber o que realmente aconteceu. 
 Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG - (Foto: Corpo de Bombeiros)

Retomada da rotina


A Prefeitura de São João Batista do Glória informou que já tem um carro e outro motorista disponível para fazer o transporte das crianças que moram na zona rural, no bairro Canteiro, de onde o veículo vinha no dia do acidente.
Das 13 pessoas feridas, apenas cinco permanecem internadas na Santa Casa de Passos (MG), sendo três crianças e dois adolescentes. Na próxima semana, alguns alunos já devem retomar as aulas.
“A cada dia, a cada retorno, será de acolhida. Tanto da parte dos professores como dos colegas, nós vamos proporcionar a elas ambiente agradável, um ambiente alegre, para fazer com que elas percam esse trauma e se sintam bem em estar voltando para a escola”, explicou Luciane Martins da Silva, diretora da escola onde as crianças estudam. 

Fonte G1

Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG

Três crianças foram resgatadas com suspeita de traumatismo craniano.

28/05/2018
 Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG - (Foto: Corpo de Bombeiros)

Uma Kombi que transportava alunos em São João Batista do Glória (MG) capotou na manhã desta sexta-feira (23) e deixou pelo menos 13 pessoas feridas. Durante o resgate, três crianças foram levadas do local com suspeita de traumatismo craniano.

O motorista contou à polícia que tentou desviar de um carro e perdeu o controle em uma área de zona rural. A van caiu em um barranco de 15 a 20 metros de altura, capotou várias vezes e ficou presa entre a vegetação, em local de difícil acesso. Foi preciso usar equipamentos de resgate de altura para retirar as vítimas. 
 Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG - (Foto: Corpo de Bombeiros)

O Corpo de Bombeiros de Passos (MG) foi chamado e chegou acionar o helicóptero para socorro das vítimas, que fica em Varginha (MG). Mas, por conta do mau tempo, precisou retornar.
As vítimas foram resgatadas pelos bombeiros e pelo Samu e levadas ao hospital de São João Batista do Glória. Depois do primeiro atendimento, todas foram transferidos para a Santa Casa de Passos. Segundo os bombeiros, os alunos têm idade entre 5 e 16 anos.
Não há informações sobre o estado de saúde dos alunos e do motorista. 

Criança ferida em acidente com Kombi escolar em MG diz que alunos estavam sem cinto de segurança

Veículo caiu de barranco de cerca de 20 metros de altura deixando 13 feridos; motorista admitiu ter dormido ao volante, em São João Batista do Glória.

Uma das crianças feridas no acidente com uma Kombi escolar em São João Batista do Glória (MG), na última sexta-feira (23), disse que ela e os colegas não estavam de cinto de segurança. Na ocasião, o veículo caiu em um barranco de 15 a 20 metros de altura, capotou várias vezes e ficou preso à vegetação. Uma menina de 9 anos precisou andar cerca de 4 km para conseguir socorro antes se ser internada na UTI.
Outra das vítimas, a menina Eloá Lopes Marques, de apenas 8 anos, lembrou do acontecido e disse que o motorista cochilou ao volante – mesma versão dada por ele para os investigadores.
“O motorista dormiu. Aí a hora que ele caiu, ele estava tentando frear, só que não conseguiu”, explicou ela.
A repórter Graziela Fávaro, da EPTV Sul de Minas, afiliada da Rede Globo, pergunta, então, se ela estava usando cinto. A resposta é taxativa: “Não”. Em sequência, Eloá é questionada se os colegas estavam usando, e nova resposta negativa (confira no vídeo acima).
“Aí a hora que a perua caiu, eu dormi. Aí teve as meninas do colégio que subiram a serra para pedir ajuda, enquanto eu e todo mundo ficamos lá, na terra, sentados. Aí ela foi, pediu ajuda e chegou um montão de gente da pousada. Aí depois chegou ambulância”, contou.
A Secretaria Municipal de Educação diz, no entanto, que no boletim de ocorrência já consta que todas as pessoas usavam cinto de segurança, mas que vai aguardar a investigação da Polícia Civil pra saber o que realmente aconteceu. 
 Kombi escolar capota e deixa 13 feridos em São João Batista do Glória, MG - (Foto: Corpo de Bombeiros)

Retomada da rotina


A Prefeitura de São João Batista do Glória informou que já tem um carro e outro motorista disponível para fazer o transporte das crianças que moram na zona rural, no bairro Canteiro, de onde o veículo vinha no dia do acidente.
Das 13 pessoas feridas, apenas cinco permanecem internadas na Santa Casa de Passos (MG), sendo três crianças e dois adolescentes. Na próxima semana, alguns alunos já devem retomar as aulas.
“A cada dia, a cada retorno, será de acolhida. Tanto da parte dos professores como dos colegas, nós vamos proporcionar a elas ambiente agradável, um ambiente alegre, para fazer com que elas percam esse trauma e se sintam bem em estar voltando para a escola”, explicou Luciane Martins da Silva, diretora da escola onde as crianças estudam. 

Fonte G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário