Polícia do RJ prende seis integrantes de quadrilha de roubo de bancos da região - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Polícia do RJ prende seis integrantes de quadrilha de roubo de bancos.

27/02/2018
A polícia do Rio prendeu, nesta segunda-feira (26), seis integrantes de uma quadrilha de ladrões de bancos.

O último alvo da quadrilha foi uma agência bancária, em Três Corações, Minas Gerais. Os bandidos chegaram a filmar parte da ação.
Equipamentos já preparados para abrir um dos cofres. Em outro lado, mais dois já tinham sido arrombados. E na sequência da imagem é possível ouvir a voz de um dos assaltantes:

“Triturou o dinheiro? Triturou?”.

O bandido se referia a outro cofre, mais moderno, que não apenas tinge de vermelho, mas também tritura o dinheiro, em caso de arrombamento.

Nas mensagens pelo celular, os assaltantes lamentaram a perda de R$ 350 mil.

O total do roubo ainda não foi revelado pela agência. A quadrilha vinha sendo monitorada e acabou presa horas depois, na cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

Havia um critério para escolha dos bancos. Eles preferiam lugares com pouca vizinhança, já que as máquinas e ferramentas usadas eram barulhentas demais. O bando chegava a passar fins de semanas inteiros arrombando diversos cofres de uma única agência.

Os bandidos alugavam imóveis colados aos bancos, e abriam buracos nas paredes para ter acesso.

Mensagens de áudio trocadas pelos ladrões podem indicar que o grupo contava com a ajuda de funcionários.

“O cara falou que é pra arrumar uns endereços essa semana aí, tá ligado? Que ele ia tá arrumando a senha”.

“Há, pelo menos, um indivíduo, funcionário da instituição financeira, que é capaz de fornecer informações privilegiadas para que o bando possa atuar, sem que haja uma intervenção policial”, explica o delegado Maurício Mendonça.
Nos últimos meses, a quadrilha tinha o cuidado de não transportar de uma cidade para outra as ferramentas usadas nos arrombamentos. Queria evitar problemas com a polícia.
                                                                     
“Ô, tu tá vendo o Jornal Nacional? Viste o cinturão de segurança ao redor do Rio de Janeiro que fizeram? Revista os carros de alto a baixo, puxa documento, faz tudo. Não tem nenhum acesso ao Rio de Janeiro que não esteja nesse cinturão de segurança”.       

Com as prisões desta segunda, a polícia confirmou a ligação entre as maiores facções criminosas de Santa Catarina e do Rio de Janeiro.

“Isso foi detectado no bojo da nossa investigação de tráfico de drogas, que nós temos, e eles recebem apoio, apoio logístico também, e até financeiro”, afirma o delegado Felipe Curi.

Durante dois anos, eles se acostumaram a exibir o fruto do roubo e a ostentar armas. Agora a farra acabou.









Fonte: G1
Leia na íntegra: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/02/policia-do-rj-prende-seis-integrantes-de-quadrilha-de-roubo-de-bancos.html

Polícia do RJ prende seis integrantes de quadrilha de roubo de bancos da região

Polícia do RJ prende seis integrantes de quadrilha de roubo de bancos.

27/02/2018
A polícia do Rio prendeu, nesta segunda-feira (26), seis integrantes de uma quadrilha de ladrões de bancos.

O último alvo da quadrilha foi uma agência bancária, em Três Corações, Minas Gerais. Os bandidos chegaram a filmar parte da ação.
Equipamentos já preparados para abrir um dos cofres. Em outro lado, mais dois já tinham sido arrombados. E na sequência da imagem é possível ouvir a voz de um dos assaltantes:

“Triturou o dinheiro? Triturou?”.

O bandido se referia a outro cofre, mais moderno, que não apenas tinge de vermelho, mas também tritura o dinheiro, em caso de arrombamento.

Nas mensagens pelo celular, os assaltantes lamentaram a perda de R$ 350 mil.

O total do roubo ainda não foi revelado pela agência. A quadrilha vinha sendo monitorada e acabou presa horas depois, na cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

Havia um critério para escolha dos bancos. Eles preferiam lugares com pouca vizinhança, já que as máquinas e ferramentas usadas eram barulhentas demais. O bando chegava a passar fins de semanas inteiros arrombando diversos cofres de uma única agência.

Os bandidos alugavam imóveis colados aos bancos, e abriam buracos nas paredes para ter acesso.

Mensagens de áudio trocadas pelos ladrões podem indicar que o grupo contava com a ajuda de funcionários.

“O cara falou que é pra arrumar uns endereços essa semana aí, tá ligado? Que ele ia tá arrumando a senha”.

“Há, pelo menos, um indivíduo, funcionário da instituição financeira, que é capaz de fornecer informações privilegiadas para que o bando possa atuar, sem que haja uma intervenção policial”, explica o delegado Maurício Mendonça.
Nos últimos meses, a quadrilha tinha o cuidado de não transportar de uma cidade para outra as ferramentas usadas nos arrombamentos. Queria evitar problemas com a polícia.
                                                                     
“Ô, tu tá vendo o Jornal Nacional? Viste o cinturão de segurança ao redor do Rio de Janeiro que fizeram? Revista os carros de alto a baixo, puxa documento, faz tudo. Não tem nenhum acesso ao Rio de Janeiro que não esteja nesse cinturão de segurança”.       

Com as prisões desta segunda, a polícia confirmou a ligação entre as maiores facções criminosas de Santa Catarina e do Rio de Janeiro.

“Isso foi detectado no bojo da nossa investigação de tráfico de drogas, que nós temos, e eles recebem apoio, apoio logístico também, e até financeiro”, afirma o delegado Felipe Curi.

Durante dois anos, eles se acostumaram a exibir o fruto do roubo e a ostentar armas. Agora a farra acabou.









Fonte: G1
Leia na íntegra: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/02/policia-do-rj-prende-seis-integrantes-de-quadrilha-de-roubo-de-bancos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário