Operação da Polícia Civil recupera produtos de saques de cargas em Campanha - ALÔ ALÔ CIDADE

Operação da Polícia Civil recupera produtos de saques de cargas em Campanha

Compartilhar isso

O líder da quadrilha foi preso em flagrante pela Polícia. A quadrilha agia nas rodovias, oferecendo ajuda para os motoristas de caminhões e carretas que se acidentavam. Pelo menos 15 pessoas trabalhavam diretamente para o líder.


09/03/2018

Deu trabalho para descarregar as mercadorias na Delegacia de Polícia Civil em Campanha. Vários veículos foram utilizados para o transportes das cargas encontradas e recuperadas nas casas de suspeitos pela Polícia Civil em três bairros na cidade. 

A Operação da Polícia Civil foi realizada com finalidade para acabar com a quadrilha especializada em furtos de cargas nas rodovias teve inicio na manhã desta quinta-feira (08/03). Nesta ação, houve a participação de pelo menos 20 policiais civis, com apoio de policiais militares.

Segundo informações do Delegado de Polícia Civil, Fernando Augusto Gattini Junior, houve 7 mandatos de buscas e apreensões em diferentes bairros na cidade, inclusive no centro. Ainda segundo o Delegado, a quadrilha agia nas rodovias por pelo menos dois anos. ''Nos percebemos que uns 2 anos para cá, a receptação de carga se intensificou e organizou. Então, começou a incomodar, a carga caia na rodovia e em poucas horas ela sumia'', salienta o Delegado.


Vídeo


Segundo a Polícia, o suspeito e líder da quadrilha é o L. A. S., ele foi preso em flagrante. O suspeito é suplente de vereador em Campanha, e no último ano de eleição obteve 250 votos. O L., não quis manisfesta em sua defesa para reportagem.

O Delegado também disse a reportagem que o L., é o principal alvo, porém tem vários outros  suspeitos sob investigações, e que a maioria da carga de origem duvidosa foram encontrados na residência dele. Em duas residência e um comércio, foram encontrados vários maquinários, eletrodomésticos e outros produtos de carga saqueadas nos últimos acidentes nas rodovias, inclusive ferramentas da marca Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Industriais, que foi furtada do caminhão que se acidentou no último dia 22 de fevereiro deste ano.

''A quadrilha agia nas rodovias, oferecendo ajuda para os motoristas de caminhões e carretas que se acidentavam. Pelo menos 15 pessoas trabalhavam diretamente para o líder. Existiam pessoas que prontamente ofereciam ajuda para vigiar as cargar para os donos até a seguradora chegar. Neste tempo, o motorista saia, e eles desviavam as cargas, fazendo jogo duplo'', ressalta o Delegado. 


A Polícia acredita que pelo menos R$10 milhões de reais em mercadorias foram desviados. O Delegado também disse que o próprio comércio pode ter comprado pela facilidade e o preço oferecido.

Agora a Polícia irá investigar os compradores destes produtos.


























Nenhum comentário:

Postar um comentário