Publicidade

A ação é promovida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e conta com a presença de profissionais de segurança e da sociedade civil.

27/04/2018
Divulgação / Sesp

Para estreitar o elo entre a população do Território Sul de Minas Gerais e as forças de segurança da região, o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) promoveu, nesta quinta-feira (26/4), o 14º Encontro Regional de Polícia Comunitária em Lavras.
O evento, realizado via Escola Integrada de Segurança Pública (Eisp), também busca capacitar e qualificar servidores do sistema de segurança e representantes da sociedade civil para uma atuação efetiva. Durante o evento, profissionais e sociedade discutiram sobre como e de que forma a polícia pode trabalhar junto à comunidade, identificando e resolvendo problemas. 
De forma participativa e por meio de palestras, experiências da Polícia CivilCorpo de Bombeiros e Polícia Militar, além do conceito de polícia comunitária e de aproximação da comunidade, foram compartilhadas no anfiteatro do departamento de Biologia da Universidade Federal da cidade (Ufla).
Encontro em Lavras capacita policiais para atuação mais próxima dos cidadãos - Fotos: Divulgação / Sesp

Participaram do encontro profissionais do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e sociedade civil, bem como representantes da Rede de Vizinhos Protegidos e Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseps).
A superintendente da Escola de Ensino Integrado da Sesp, Roberta Ignácio, destaca a importância da participação da sociedade civil no combate à criminalidade. “Esta articulação ajuda a aprimorar a segurança pública, com apoio e participação social. Buscamos, assim, o fortalecimento da integração entre as instituições de segurança pública e a sociedade civil”, disse.
Lavras foi o 14º município do estado a receber o encontro, que já aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Teófilo Otoni, Unaí, Divinópolis, Montes Claros, Ipatinga, Governador Valadares, Curvelo, Uberlândia e Barbacena e Uberaba. Mais de mil pessoas já foram capacitadas e passaram a conhecer um pouco mais sobre o que é a polícia comunitária.
Até o final do ano, a Sesp pretende capacitar cerca de 1.800 profissionais em todas as 19 regiões integradas de Segurança Pública (Risps) de Minas Gerais. 
Encontro em Lavras capacita policiais para atuação mais próxima dos cidadãos - Fotos: Divulgação / Sesp

Palestras
A primeira palestra do dia foi sobre “Polícia Comunitária: conceito, mobilização e troca de experiências”, ministrada pelo tenente-coronel da PM, Juliano Santana Silva, e pelo sargento do Corpo de Bombeiros, Roldão Araújo. 
No período da tarde, a temática “Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos / Práticas de Polícia Comunitária” foi ministrada pelo delegado geral da Polícia Civil, Wagner Martins Guimarães.
Encerrando as atividades, a palestra “Participação Social e Segurança Pública” abordou a importância da compreensão de segurança pública para a construção de um processo de mudança em favor de todos os grupos que compõem a vida em sociedade. 
Fonte: Governo de Minas

Encontro em Lavras capacita policiais para atuação mais próxima dos cidadãos

A ação é promovida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e conta com a presença de profissionais de segurança e da sociedade civil.

27/04/2018
Divulgação / Sesp

Para estreitar o elo entre a população do Território Sul de Minas Gerais e as forças de segurança da região, o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) promoveu, nesta quinta-feira (26/4), o 14º Encontro Regional de Polícia Comunitária em Lavras.
O evento, realizado via Escola Integrada de Segurança Pública (Eisp), também busca capacitar e qualificar servidores do sistema de segurança e representantes da sociedade civil para uma atuação efetiva. Durante o evento, profissionais e sociedade discutiram sobre como e de que forma a polícia pode trabalhar junto à comunidade, identificando e resolvendo problemas. 
De forma participativa e por meio de palestras, experiências da Polícia CivilCorpo de Bombeiros e Polícia Militar, além do conceito de polícia comunitária e de aproximação da comunidade, foram compartilhadas no anfiteatro do departamento de Biologia da Universidade Federal da cidade (Ufla).
Encontro em Lavras capacita policiais para atuação mais próxima dos cidadãos - Fotos: Divulgação / Sesp

Participaram do encontro profissionais do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e sociedade civil, bem como representantes da Rede de Vizinhos Protegidos e Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseps).
A superintendente da Escola de Ensino Integrado da Sesp, Roberta Ignácio, destaca a importância da participação da sociedade civil no combate à criminalidade. “Esta articulação ajuda a aprimorar a segurança pública, com apoio e participação social. Buscamos, assim, o fortalecimento da integração entre as instituições de segurança pública e a sociedade civil”, disse.
Lavras foi o 14º município do estado a receber o encontro, que já aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Teófilo Otoni, Unaí, Divinópolis, Montes Claros, Ipatinga, Governador Valadares, Curvelo, Uberlândia e Barbacena e Uberaba. Mais de mil pessoas já foram capacitadas e passaram a conhecer um pouco mais sobre o que é a polícia comunitária.
Até o final do ano, a Sesp pretende capacitar cerca de 1.800 profissionais em todas as 19 regiões integradas de Segurança Pública (Risps) de Minas Gerais. 
Encontro em Lavras capacita policiais para atuação mais próxima dos cidadãos - Fotos: Divulgação / Sesp

Palestras
A primeira palestra do dia foi sobre “Polícia Comunitária: conceito, mobilização e troca de experiências”, ministrada pelo tenente-coronel da PM, Juliano Santana Silva, e pelo sargento do Corpo de Bombeiros, Roldão Araújo. 
No período da tarde, a temática “Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos / Práticas de Polícia Comunitária” foi ministrada pelo delegado geral da Polícia Civil, Wagner Martins Guimarães.
Encerrando as atividades, a palestra “Participação Social e Segurança Pública” abordou a importância da compreensão de segurança pública para a construção de um processo de mudança em favor de todos os grupos que compõem a vida em sociedade. 
Fonte: Governo de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário