Fernão Dias tem trânsito normal em Estiva depois de mais de 35hs de lentidão - ALÔ ALÔ CIDADE

Fernão Dias tem trânsito normal em Estiva depois de mais de 35hs de lentidão

Compartilhar isso

O problema foi a Carreta que bateu em uma passarela e interditou pista sentido Minas Gerais. Por segurança, parte do elevado precisou ser removido após acidente.


24/12/2015 18:11
Desde às 5h30 da quarta-feira (23), trânsito ficou lento na Fernão Dias para BH (Foto: Edson Oliveira / EPTV)

Após mais de 35 horas de lentidão, o trânsito na Rodovia Fernão Dias (BR-381), trecho de Estiva (MG), foi normalizado por volta das 17h desta quinta-feira (24) segundo concessionária que administra a via. A interdição na pista Sul, que dá acesso a Belo Horizonte (MG), aconteceu depois que o motorista de uma carreta perdeu o controle da direção e bateu na passarela durante a chuva que atingiu a região no início da manhã da quarta-feira (23). O congestionamento no trecho chegou a mais de 35 km nesta quinta-feira, véspera de Natal.

Com o impacto, parte da estrutura da passarela trincou, apresentando riscos para motoristas e pedestres. A concessionária da Fernão Dias concluiu que seria necessário retirar a passarela, instalada no local desde julho de 2014. O trânsito estava com lentidão no local desde às 5h30 da quarta-feira, quando aconteceu o acidente.
No final da manhã desta quinta-feira, uma equipe da Concessionária Artéris retirou parte da passarela comprometida. Segundo a empresa, no momento em que o trânsito foi liberado, por volta de meio-dia, o congestionamento no local chegava a 37 km.

Ainda segundo a Autopista Fernão Dias, na manhã deste sábado (26) a outra parte da passarela, no sentido São Paulo, também deve ser removida. A empresa não informou em que horário a operação deve ocorrer.

O trecho que corta o Sul de Minas é um dos principais da Rodovia Fernão Dias e por isso a preocupação com o tráfego no local era grande. Para este feriado de Natal, a concessionária estimou que mais de 280 mil veículos passem pela rodovia.

Operação de retirada
Durante toda a quarta-feira foram feitas várias tentativas para tirar ao menos a metade comprometida da passarela e a pista chegou a ser liberada em alguns momentos, mas, por volta das 18h, o trecho voltou a ser interditado.

A operação foi retomada durante a noite, mas os guindastes não conseguiram erguer a passarela, e por motivo de segurança, a operação foi cancelada. A base dos guindastes não estava suportando erguer a peça danificada, que tem cerca de 34 toneladas.

Como a estrutura foi comprometida, ela passou a noite amparada por cabos de aço. O caminhão que estava preso à pilastra também não pode ser removido. O desvio ao lado da passarela foi mantido no sentido São Paulo a Belo Horizonte, que estava em mão dupla desde às 13h de quarta-feira.

Às 9h30 desta quinta-feira o trânsito foi novamente interditado nos dois sentidos. Na primeira tentativa, os guindastes conseguiram erguer a passarela, mas por estar presa, as ferragens tiveram que ser cortadas com serras e britadeiras. Por volta das 10h30 os guindastes conseguiram retirar a peça e o caminhão do local. O trânsito foi liberado por volta de meio-dia.
Passarela precisou ser removida no trecho de Estiva, MG, da Rodovia Fernão Dias (Foto: Edson Oliveira / EPTV)

Desvios
Durante todo o período de interdição, a concessionária e a Polícia Rodoviária Federal trabalharam para oganizar o tráfego de veículos no local e desbloquear a rodovia. Veículos leves eram orientados a fazer uma rota alternativa por estradas rurais que cortam a cidade de Estiva, o que aumentou o percurso em cerca de 1,5 km.

A alternativa, no entanto, não era viável para veículos pesados, que tiveram que aguardar a criação do novo desvio pela pista Sul, sentido São Paulo. Cerca de 200 metros da pista Sul se tornaram temporariamente de mão dupla.

Outros veículos que ainda não estavam no trecho congestionado foram orientados a seguir caminhos alternativos por Bragança Paulista (SP) e Cambuí (MG).

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário