Órgãos oficiais realizam reuniões sobre enchente em São Lourenço - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

O objetivo da reunião foi transmitir informações sobre os últimos acontecimentos e, sobretudo apresentar dados técnicos e concretos, visando orientar a população e embasar medidas a serem tomadas pelos órgãos públicos

16/01/2016 19:13
A prefeitura, a Defesa Civil, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros realizaram, no início da tarde desse sábado (16), na sede do Pelotão do Corpo de Bombeiros, em São Lourenço, mais uma reunião sobre enchentes na região. O objetivo foi reunir e transmitir informações sobre os últimos acontecimentos e, sobretudo apresentar dados técnicos e concretos, visando orientar a população e embasar medidas a serem tomadas pelos órgãos públicos. Uma primeira reunião foi realizada às 7h da manhã na garagem do Saae. Outra será realizada no início noite. Por enquanto, nenhuma medida emergencial precisa ser tomada, mas a população ribeirinha deve ficar em alerta. Quem mora às margens do Rio Verde deve ter atenção redobrada.
Na parte da manhã a maior preocupação era com moradores próximos a encostas e em casas com riscos de desmoronamento. As escolas municipais foram colocadas à disposição para possível acolhimento de desabrigados desses casos.
Órgãos oficiais realizam reuniões sobre enchente em São Lourenço - Foto: Prefeitura de São Lourenço

Devido às grandes inundações ocorridas em Pouso Alto, Itanhandu e, sobretudo, em Itamonte, o Rio Verde está sendo monitorado desde cedo pelo Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil e Saae. Voluntários com grande experiência no assunto, devido à participação nas grandes enchentes passadas, também acompanham de perto a situação, comparando os dados atuais com os antigos. A maior referência, e que pode ser usada em comparação, é a enchente ocorrida em 2011, que não chegou a causar maiores transtornos. Profissionais do Saae e da Secretaria Municipal de Infraetrutura Urbana, acompanhados dos citados voluntários, se deslocaram novamente para São Sebastião do Rio Verde, onde o volume de águas que passar lá é idêntico ao que vai passar em São Lourenço, para trazer informações para a próxima reunião.
No final da reunião ficou decidido que todas as informações oficiais serão repassadas pela prefeitura, através do Secretário Municipal de Governo, pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar. E a divulgação de medidas que necessitem de ações urgentes serão passadas amplamente por esses órgãos em tempo hábil.

Por enquanto, o maior problema foi a inundação de trechos próximos à avenida Comendador Costa, oriunda do transbordamento do Ribeirão São Lourenço, devido às fortes chuvas ocorridas na divisa de São Lourenço com Carmo de Minas e Dom Viçoso. Mas essa água está escoando rapidamente e não vai atrapalhar o escoamento das que chegarão da cabeceira do Rio Verde.

Órgãos oficiais realizam reuniões sobre enchente em São Lourenço

O objetivo da reunião foi transmitir informações sobre os últimos acontecimentos e, sobretudo apresentar dados técnicos e concretos, visando orientar a população e embasar medidas a serem tomadas pelos órgãos públicos

16/01/2016 19:13
A prefeitura, a Defesa Civil, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros realizaram, no início da tarde desse sábado (16), na sede do Pelotão do Corpo de Bombeiros, em São Lourenço, mais uma reunião sobre enchentes na região. O objetivo foi reunir e transmitir informações sobre os últimos acontecimentos e, sobretudo apresentar dados técnicos e concretos, visando orientar a população e embasar medidas a serem tomadas pelos órgãos públicos. Uma primeira reunião foi realizada às 7h da manhã na garagem do Saae. Outra será realizada no início noite. Por enquanto, nenhuma medida emergencial precisa ser tomada, mas a população ribeirinha deve ficar em alerta. Quem mora às margens do Rio Verde deve ter atenção redobrada.
Na parte da manhã a maior preocupação era com moradores próximos a encostas e em casas com riscos de desmoronamento. As escolas municipais foram colocadas à disposição para possível acolhimento de desabrigados desses casos.
Órgãos oficiais realizam reuniões sobre enchente em São Lourenço - Foto: Prefeitura de São Lourenço

Devido às grandes inundações ocorridas em Pouso Alto, Itanhandu e, sobretudo, em Itamonte, o Rio Verde está sendo monitorado desde cedo pelo Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil e Saae. Voluntários com grande experiência no assunto, devido à participação nas grandes enchentes passadas, também acompanham de perto a situação, comparando os dados atuais com os antigos. A maior referência, e que pode ser usada em comparação, é a enchente ocorrida em 2011, que não chegou a causar maiores transtornos. Profissionais do Saae e da Secretaria Municipal de Infraetrutura Urbana, acompanhados dos citados voluntários, se deslocaram novamente para São Sebastião do Rio Verde, onde o volume de águas que passar lá é idêntico ao que vai passar em São Lourenço, para trazer informações para a próxima reunião.
No final da reunião ficou decidido que todas as informações oficiais serão repassadas pela prefeitura, através do Secretário Municipal de Governo, pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar. E a divulgação de medidas que necessitem de ações urgentes serão passadas amplamente por esses órgãos em tempo hábil.

Por enquanto, o maior problema foi a inundação de trechos próximos à avenida Comendador Costa, oriunda do transbordamento do Ribeirão São Lourenço, devido às fortes chuvas ocorridas na divisa de São Lourenço com Carmo de Minas e Dom Viçoso. Mas essa água está escoando rapidamente e não vai atrapalhar o escoamento das que chegarão da cabeceira do Rio Verde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário