Trabalhador rural é assassinado a tiros por amigo em Aiuruoca, MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Vítima de 44 anos levou dois tiros nas costas na madrugada desta sexta.
Suspeita da Polícia Militar é de que crime tenha sido passional.

30/05/2015 20:02
Um trabalhador rural de 44 anos foi assassinado na madrugada desta sexta-feira (29) em Aiuruoca, MG. Segundo a Polícia Militar, ele teria sido baleado nas costas por um amigo e a suspeita é de que tenha sido um crime passional.
Trabalhador rural é assassinado - Foto: PC
De acordo com os militares,o suspeito do crime, um homem de 31 anos, foi detido e confessou ter matado José Walber de Alcântara com dois tiros por desconfiar que ele estaria tendo relacionamentos com uma ex-companheira.
Conforme consta na ocorrência, o suspeito está com um aparelho cirúrgico em uma das pernas por causa de um acidente sofrido há um ano e chamou a vítima e outro amigo em comum para irem até o hospital. Ele teria alegado não estar se sentindo bem. Quando os três retornavam para a Região do Matuto, na zona rural do município, onde moram, o suspeito que estava no banco de trás do carro apontou uma arma para os amigos e mandou que eles parassem o veículo.
Neste momento, o suspeito pediu para que a vítima saísse do carro e disparou duas vezes contra ele. Após efetuar os disparos, o homem seguiu até a pousada onde mora. Já o amigo que testemunhou o crime chamou um advogado e foi até a delegacia da cidade. No local, soube que a Polícia Militar já havia comunicado a Polícia Civil sobre um corpo encontrado na estrada.
Os policiais foram então até o local onde estava o suspeito e ele se entregou.  A ex-companheira dele, que teria sido o motivo do homicídio, também foi ouvida pelos policiais e disse que nunca teve qualquer relação com a vítima. Mesmo separada do suspeito, ambos ainda dividiam a mesma casa.
Ainda segundo a PM, o suspeito foi preso em flagrante e levado para o Presídio de Baependi MG. Já o corpo da vítima foi levado para o IML de São Lourenço MG e será sepultado em Carvalhos MG.

Informações: Polícia Militar

Trabalhador rural é assassinado a tiros por amigo em Aiuruoca, MG

Vítima de 44 anos levou dois tiros nas costas na madrugada desta sexta.
Suspeita da Polícia Militar é de que crime tenha sido passional.

30/05/2015 20:02
Um trabalhador rural de 44 anos foi assassinado na madrugada desta sexta-feira (29) em Aiuruoca, MG. Segundo a Polícia Militar, ele teria sido baleado nas costas por um amigo e a suspeita é de que tenha sido um crime passional.
Trabalhador rural é assassinado - Foto: PC
De acordo com os militares,o suspeito do crime, um homem de 31 anos, foi detido e confessou ter matado José Walber de Alcântara com dois tiros por desconfiar que ele estaria tendo relacionamentos com uma ex-companheira.
Conforme consta na ocorrência, o suspeito está com um aparelho cirúrgico em uma das pernas por causa de um acidente sofrido há um ano e chamou a vítima e outro amigo em comum para irem até o hospital. Ele teria alegado não estar se sentindo bem. Quando os três retornavam para a Região do Matuto, na zona rural do município, onde moram, o suspeito que estava no banco de trás do carro apontou uma arma para os amigos e mandou que eles parassem o veículo.
Neste momento, o suspeito pediu para que a vítima saísse do carro e disparou duas vezes contra ele. Após efetuar os disparos, o homem seguiu até a pousada onde mora. Já o amigo que testemunhou o crime chamou um advogado e foi até a delegacia da cidade. No local, soube que a Polícia Militar já havia comunicado a Polícia Civil sobre um corpo encontrado na estrada.
Os policiais foram então até o local onde estava o suspeito e ele se entregou.  A ex-companheira dele, que teria sido o motivo do homicídio, também foi ouvida pelos policiais e disse que nunca teve qualquer relação com a vítima. Mesmo separada do suspeito, ambos ainda dividiam a mesma casa.
Ainda segundo a PM, o suspeito foi preso em flagrante e levado para o Presídio de Baependi MG. Já o corpo da vítima foi levado para o IML de São Lourenço MG e será sepultado em Carvalhos MG.

Informações: Polícia Militar

Nenhum comentário:

Postar um comentário