Aeroporto da Pampulha terá novos voos regionais e interestaduais - ALÔ ALÔ CIDADE

Aeroporto da Pampulha terá novos voos regionais e interestaduais

Compartilhar isso

Iniciativa é resultado de negociações entre Governo de Minas Gerais e empresa aérea; Cabo Frio (RJ), Porto Seguro (BA) e Vitória (ES) estão entre as novas rotas

16/12/2015 23:44
O secretário Altamir Rôso fala durante o lançamento das operações da Flyways no Aeroporto da Pampulha -  Fotos: Leonardo Dias Horta/SEDE

O governo de Minas Gerais, por meio das secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e de Turismo (Setur), participou nesta quarta-feira (16/12) do anúncio oficial do início das operações da Flyways Linhas Aéreas no Aeroporto da Pampulha. A nova empresa escolheu Minas para começar a voar e anunciou o dia 28 de dezembro para decolar com destino a Uberaba (Triângulo Mineiro), Ipatinga (Vale do Aço), Araxá e Patos de Minas (Alto Paranaíba).
Em um segundo momento, no mês de janeiro, serão oferecidos, aos fins de semana, voos para Cabo Frio (RJ), Porto Seguro (BA) e Vitória (ES). O projeto da Flyways prevê 10 aeronaves até o final de 2016 e, em quatro anos, 30 aviões em operação. Para Minas Gerais, outros destinos serão anunciados brevemente, pois no projeto da empresa, que teve o apoio direto do governo do Estado, 24 municípios foram estudados, levando em consideração aspectos como Produto Interno Bruto (PIB), investimentos públicos e privados, atendimento rodoviário e aeroportos estratégicos.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso, que representou o governador Fernando Pimentel no evento, a chegada da Flyways foi possível porque existe um diálogo aberto para novos investimentos e regionalização da aviação capaz de contemplar municípios importantes, mas sem um transporte aéreo que corresponda às necessidades da população.
Rôso explicou que o Brasil ocupa o terceiro lugar na aviação doméstica no mundo, mas que há ainda muito espaço para crescer. Ele ressaltou a iniciativa do presidente da Flyways, Pedro Paulo Valverde, de escolher Minas Gerais para começar as operações. “Por orientação do governador Pimentel, a SEDE concedeu todo o apoio necessário desde o primeiro momento e trabalhou com a Flyways para tornar esse momento uma importante realidade”, afirmou o secretário.
Pedro Valverde comunicou que a partir da próxima segunda-feira (21), o site da empresa estará com todas as rotas e preços disponibilizados para acesso imediato aos bilhetes. Ele observou que o projeto é consolidar a companhia com DNA regional, lembrando que outras iniciaram com esse foco, mas cresceram, diversificaram e mudaram as estratégias. “O nosso propósito é continuar operando aeronaves ATR, consideradas as mais sustentáveis do mundo e ideais para voos regionais. Vamos começar a operar em Minas Gerais porque encontramos aqui o apoio de que precisávamos”, disse. Outro aspecto é fazer com que os preços não oscilem tanto, para facilitar o acesso de mais passageiros.
De acordo com o secretário de Estado de Turismo, Mário Henrique Caixa, o momento é especial para o Estado com a parceria da Flyways, que vai proporcionar integração e desenvolvimento econômico para as regiões e acesso facilitado. “Estou convicto de que todo o trade turístico mineiro colherá bons frutos com essa iniciativa do governo de captar voos que trarão avanços, desenvolvimento e riqueza para os municípios”, disse.
O presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antonio Gustavo Matos do Vale, saudou a iniciativa. “Para a Infraero, é muito boa essa escolha da Pampulha como sede da empresa na região. É um aeroporto que tem essa vocação e não abre mão disso. Tenho certeza de que essa opção se deu para dar à população de Minas o melhor possível”, garantiu. Gustavo Vale disse que integra o grupo que trabalha na expansão da aviação brasileira e que aposta nesse caminho do Brasil com a aviação regional. “Não é possível atendermos somente capitais e grandes cidades do Brasil. É preciso olhar para o interior”, frisou.
O evento contou a presença do deputado Bosco, que representou a Assembleia Legislativa, prefeitos, vereadores, empresários do turismo de outros segmentos, além de representantes de fundações estaduais.

Informações: Governo de Minas Gerais

Nenhum comentário:

Postar um comentário