Investimento em pessoal e infraestrutura reforça a segurança pública no interior de Minas Gerais - ALÔ ALÔ CIDADE

Investimento em pessoal e infraestrutura reforça a segurança pública no interior de Minas Gerais

Compartilhar isso

Estratégias de combate à criminalidade são prioridades para Governo do Estado. Desde 2015 foram instaladas 14 novas unidades da PM nos municípios, as mais recentes em Mantena e Aimorés.


04/05/2018
Foto: Divulgação/PMMG

Uma sensação de segurança tomou conta da população de duas cidades mineiras, Mantena e Aimorés, no Território Vale do Rio Doce.
Isso porque o Governo de Minas Gerais entregou, em março deste ano, duas companhias independentes da Polícia Militar – uma para cada cidade - atendendo a demanda da população nas etapas dos Fóruns Regionais de Governo. Com estas entregas, são 14 novas unidades da PM instaladas em municípios mineiros desde 2015.
Com uma população de cerca de 28 mil habitantes, o município de Mantena não tinha uma unidade da PM para atender à população local.  Agora, com a unidade em funcionamento, a expectativa é de mais segurança entre os moradores da cidade e região.
O aposentado Roulian Vieira, 60 anos, acredita que a instalação da companhia em Mantena vai contribuir para a redução da criminalidade na região. “ O aumento de policiais militares vai dificultar, por exemplo, os ataques aos caixas eletrônicos”, afirma.
Já o empresário de calçados, Rogério Ferreira Oliveira, 47 anos, diz que vai poder trabalhar em paz, com mais policiamento nas ruas de Mantena. “Agora estamos mais seguros para trabalhar e criar a família com maior tranquilidade”, comemora.
A comandante da 18ª Companhia Independente da PM em Mantena, major Carla de Oliveira, por sua vez, contou que a instalação de uma unidade policial no município era reivindicação antiga da população.  “A população foi atendida e está se sentindo mais segura com a presença da Polícia Militar”, diz.

Reforço na fronteira
Aimorés tem cerca de 25 mil habitantes e está na divisa com o Espírito Santo. A proximidade com o estado vizinho era motivo de insegurança para a população, especialmente por causa dos ataques às agências bancárias, de acordo com o comandante da recém-inaugurada 15ª Companhia Independente da PM, major Jesus Souza Lima. 
“Com a inauguração da companhia, tanto o patrulhamento nas ruas quanto o atendimento às ocorrências foram otimizados”, afirma o major. “Estamos dentro da cidade e isso agiliza o deslocamento para o atendimento a qualquer ocorrência”, complementa.
O governador Fernando Pimentel, que determinou a criação de uma força-tarefa para combater o roubo a caixas eletrônicos em Minas Gerais, em setembro do ano passado, enfatizou, na ocasião, que o Estado está dedicado à prevenção, investigação e combate à criminalidade no interior.
“Além de aumentar a sensação de segurança, há uma preocupação em relação à questão socioeconômica dos pequenos municípios mineiros, no que diz respeito aos ataques a caixas eletrônicos”, afirmou o governador.
Pimentel ressaltou que, após a explosão ou assalto ao caixa eletrônico, os cidadãos mineiros acabam ficando descobertos dos serviços bancários que, já que muitas cidades não possuem agências de banco. “Eu converso com os prefeitos e vejo a enorme preocupação deles, que é justa, e estamos comprometidos com esta causa, ” assegurou.

+ Segurança
A melhoria das estatísticas de segurança, conforme o relatório de balanço dos índices de criminalidade em Minas Gerais em 2017 e mantida no primeiro trimestre de 2018  (www.seguranca.mg.gov.br) é resultado das ações de segurança pública pelo Governo de Minas Gerais.
Entre 2015 e 2018, o Governo de Minas formou e colocou à disposição da população mais 5 mil militares. Só no último trimestre, são mais de 1.440 novos policiais nas ruas para atendimento ao cidadão, e 92 investigadores da Polícia Civil em atuação e outros 450 nomeados, que estão fazendo curso na Academia de Polícia Civil (Acadepol). 
O Governo também abriu concurso para 76 novos delegados de polícia e autorizou concurso para 119 escrivães de polícia. Ainda neste ano, novas turmas de soldados irão se formar no interior do estado.
 O programa +Segurança também entregou à Polícia Militar cerca de 2 mil viaturas. Somente no primeiro trimestre de 2018 foram entregues 209 veículos para as polícias mineiras.
 Outras duas ações de gestão também têm contribuído para a redução dos índices e foram potencializadas no último ano. O Grupo de Intervenção Estratégica de Enfrentamento a Roubos (GIE-R) e o Grupo de Intervenção Estratégica de Enfrentamento a Homicídios (GIE-H) visam acompanhar e priorizar inquéritos, mandados, prisões e outras intervenções, com resultados na segurança de alvos recorrentes.
Os grupos são compostos por representantes da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), Polícia Civil, Polícia Militar e Ministério Público.

Bases comunitárias
A criação do programa de instalação de bases comunitárias nos bairros de Belo Horizonte, em agosto de 2017, também contribui para a sensação de segurança da população e para a redução de crimes de roubo e homicídio. A intenção do Governo do Estado é expandir a iniciativa para o interior, nas cidades de maior porte.

Demandas atendidas
Como instâncias organizadas e instaladas nos territórios de desenvolvimento, os Fóruns Regionais de Governo – modelo inédito em Minas Gerais -  têm contribuído para melhorar a vida das pessoas gradativamente.
Os Fóruns são um espaço aberto pelo Governo do Estado de Minas Gerais para garantir a presença da população na construção e na execução das políticas públicas.
Para o subsecretário dos Fóruns, Fernando Tadeu David, a proximidade com a população, trouxe de volta a confiança da população em relação ao Estado.
“Podemos notar a satisfação positiva dos mineiros com essas duas entregas das companhias militares, por exemplo, que foram solicitadas por eles e vão beneficiar milhares de pessoas”, diz David.
Os Fóruns Regionais seguem ativos para a permanente discussão com a sociedade, seja por meio de reuniões, grupos de trabalho, debates, assembleias, entre outros instrumentos. (Veja outras entregas em www.forunsregionais.mg.gov.br

Fonte: Governo de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário