Bandidos fazem família refém e roubam R$ 200 mil de banco em Jesuânia-MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Bandidos fazem família refém e roubam R$ 200 mil de banco em Jesuânia-MG

Compartilhar isso

O crime conhecido como “sapatinho” iniciou na noite anterior. As vítimas ficaram reféns dos bandidos por pelo menos 9 horas 



Funcionário de 23 anos da Agência Sicoob de Jesuânia foi vítima do crime “Sapatinho” (Extorsão seguido de furto) na noite desta segunda-feira (13/12) em Jesuânia-MG.


Segundo informações da Polícia Militar, na manhã desta terça-feira (14/12), o Tesoureiro do banco, compareceu na Agência Sicoob em Jesuânia e contatou o gerente alegando que por volta das 21h desta segunda-feira, chegou em sua casa e que seus pais estavam rendidos por dois autores armados, que exigiram que ele conseguisse dinheiro na agência onde trabalha.


Ainda segundo a Polícia, por volta das 04h desta terça-feira, um dos autores se apoderou do veículo de propriedade de seu pai e exigiram que eles entrassem no carro com um dos comparsas, seguidamente, saíram e tomaram rumo desconhecido. O autor que ficou na casa da vítima ficou com o funcionário e exigiu que o mesmo fosse buscar dinheiro na agência assim que abrisse.


Ainda segundo a PM, o gerente temendo pela vida das pessoas sequestradas, tirou do cofre uma quantidade em dinheiro de aproximadamente R$ 200.000,00 e entregou ao funcionário o qual saiu do local em sua motocicleta sem destino informado.


De acordo com a Polícia Militar, a vítima relatou que ao chegar em sua casa entregou o valor em dinheiro a um dos bandidos e ambos seguiram de moto sentido a cidade de Cambuquira, sendo que na rodovia, o autor exigiu que a vítima parasse a motocicleta, vindo o autor a entrar em um veículo de luxo de cor preta, aparentando ser um VW Jeta preto. Após ser liberado, a vítima deslocou-se para a cidade de Três Corações onde acionou a Polícia Militar.


O veículo tomou sentido ao trevo da cidade de Cambuquira. Posteriormente a vítima conseguiu contato com seu pai, o qual relatou que eles estavam bem e que foram liberados na cidade de Belo Horizonte, juntamente com seu carro e que já estariam retornando pela BR-381, Fernão Dias. 


De acordo com a vítima, um dos autores é baixo, claro, forte e barba rala, o outro é alto, 1,80 aproximadamente, branco, tem uma tatuagem de uma coruja no antebraço e o símbolo de um CIFRÃO tatuado no rosto. As equipes da Polícia Militar e Polícia Civil seguem em diligências e investigações do crime. 

Os militares conseguiram prender três homens suspeitos de ter participado no roubo e parte do dinheiro, no valor de R$ 4 mil foi recuperado. Com os bandidos também foram apreendido, oito celular e o carro usado no crime.


O crime


O 'sapatinho' ocorre quando a vítima da ação criminosa é um funcionário de instituição financeira que, sob ameaça, é forçado a retirar valores da própria instituição e entregar ao sequestrador. Os bandidos, na maioria das vezes, fazem chantagens com funcionários dos bancos e ameaçam suas famílias. O crime é entendido como extorsão mediante sequestro, cuja pena pode variar de 8 a 15 de reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade