Casas históricas deverão ser tombadas no Centro de Campanha - ALÔ ALÔ CIDADE

Casas históricas deverão ser tombadas no Centro de Campanha

Compartilhar isso

Com tombamento, donos só poderão fazer reformas com autorização. Ao todo, 601 imóveis devem ser tombados por patrimônio histórico.


27/09/2015 17:48
Casarões antigos deverão ser tombados no Centro de Campanha (Foto: Reprodução EPTV)

A pedido do Ministério Público, a Prefeitura de Campanha MG quer fazer o tombamento de todo o Centro da cidade. A ideia é preservar as características dos casarões que contam a história do município mais antigo do Sul de Minas. Com o tombamento, os donos só poderão fazer reformas e outras modificações com autorização do poder público.

Ao todo, 601 imóveis devem ser tombados. Boa parte está na região central de Campanha. A notícia já divide opiniões entre os proprietários, que querem ter liberdade para mudar a própria casa.

"Os proprietários não devem temer esse tombamento porque a pessoa pode alugar o imóvel, ela pode vender o imóvel, só as intervenções, principalmente nos imóveis de grau dois de proteção, que devem ter a autorização prévia do conselho, alguma intervenção na fachada, deve ter autorização do conselho. Os imóveis de Campanha, eles datam desde o início do século 19, que é a história de formação do município, esses imóveis então devem ser preservados", disse Flávia Villamarin, membro do Conselho de Patrimônio de Cultura.

Um dos imóveis que deverá ser tombado é um casarão onde no século 19 viveu Bárbara Eliodora, considerada heroína da Inconfidência Mineira. Ela era esposa de Alvarenga Peixoto, um dos líderes do movimento. Até uma placa em homenagem a ela foi preservada. A decisão da prefeitura nem bem saiu do papel e o proprietário já tratou de reformar o casarão ao custo de R$ 200 mil.

Os donos dos imóveis ainda serão notificados. Quem discordar do tombamento, vai ter 15 dias para recorrer da decisão e entrar com um processo no Conselho do Patrimônio, que vai analisar cada caso. Uma audiência pública está marcada para o dia 28 de setembro para esclarecer dúvidas da população sobre o assunto.

Vídeo (EPTV)



Informações: Prefeitura da Campanha
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário