Publicidade

Homem foi rendido e agredido por assaltante nesta sexta-feira (21).
Suspeito bateu o carro durante fuga e foi preso pouco tempo depois.


23/04/2016
Assaltante é preso após roubar taxista em Varginha, MG  - Fotos/reprodução: Alô Alô Cidade
Um taxista foi rendido e agredido durante um assalto na tarde desta sexta-feira (22) em Varginha (MG). Segundo a Polícia Militar, ele foi colocado no porta-malas do carro pelo assaltante, que na fuga, só parou depois de bater o carro. De acordo com a PM, o suspeito se passou por passageiro. Ele foi preso e já tinha sido detido há duas semanas por outro assalto, mas acabou liberado.
‘Vou te mandar e não vai ser aqui não’”,
lembrou o taxista, Jesuíno Francisco Souza Filho.
O taxista ficou com hematomas nas costas e a cabeça machucada e contou que em nenhum momento, desconfiou que o passageiro, na verdade, era um assaltante. “Ele estava bem vestido quando entrou, pouco depois ele puxou uma faca e na estrada, onde tem uma subidinha, ele parou, me mandou descer, dar o dinheiro, disse que ia matar se não desse mais dinheiro, mandou eu ir para o porta-malas e disse ‘vou te mandar e não vai ser aqui não’”, lembrou o taxista, Jesuíno Francisco Souza Filho.
Depois de colocar o taxista no porta-malas, o suspeito assumiu a direção do carro, mas, segundo a vítima, parece que ele não sabia dirigir, porque teve dificuldade para arrancar com o veículo. Pouco tempo depois, ele perdeu o controle da direção e bateu em um barranco. O carro voltou e ficou atravessado no meio da estrada. O assaltante então saiu do carro e fugiu a pé.

A frente do carro ficou destruída. O mecânico Paulo César Casteli passava pelo local e prestou socorro. “Eu fiquei preocupado em ajudar o rapaz, não sabia que era o ladrão, mas ele seguiu andando e eu ouvi o taxista pedindo socorro, dizendo que estava no porta-malas”, contou.
O mecânico Paulo César Casteli
passava pelo local e prestou socorro
Contudo, durante o tempo em que ficou trancado no carro, o taxista pensou que fosse morrer. “Eu falava pra ele, calma, você não sabe dirigir, deixa que eu levo o carro, mas ele dizia: vou te matar”, falou.
A Polícia Militar mostrou várias fotos para o taxista, que reconheceu o suspeito, um homem de 27 anos, que estava na casa de uma tia dele. “Ele estava com o corpo todo arranhado, com arame, algo que ele passou pelo caminho. Na casa da tia, ela não estava entendendo, mas quando dissemos que ele era suspeito do assalto, ela nos disse que ele estava no quarto. No local, recuperamos e a faca e parte do dinheiro”, relatou o cabo da PM, Ricardo Tadeu Silva.
Ainda segundo o policial, o suspeito do crime tem várias passagens por roubo e furtos. Há duas semanas ele foi preso depois de assaltar um salão de beleza, mas acabou sendo solto. “Não entendemos o que este cidadão está fazendo em liberdade, colocando em risco a vida de pessoas de bem”, acrescentou o cabo da PM.
Assaltante preso


Fonte: G1

Assaltante é preso após roubar taxista em Varginha, MG

Homem foi rendido e agredido por assaltante nesta sexta-feira (21).
Suspeito bateu o carro durante fuga e foi preso pouco tempo depois.


23/04/2016
Assaltante é preso após roubar taxista em Varginha, MG  - Fotos/reprodução: Alô Alô Cidade
Um taxista foi rendido e agredido durante um assalto na tarde desta sexta-feira (22) em Varginha (MG). Segundo a Polícia Militar, ele foi colocado no porta-malas do carro pelo assaltante, que na fuga, só parou depois de bater o carro. De acordo com a PM, o suspeito se passou por passageiro. Ele foi preso e já tinha sido detido há duas semanas por outro assalto, mas acabou liberado.
‘Vou te mandar e não vai ser aqui não’”,
lembrou o taxista, Jesuíno Francisco Souza Filho.
O taxista ficou com hematomas nas costas e a cabeça machucada e contou que em nenhum momento, desconfiou que o passageiro, na verdade, era um assaltante. “Ele estava bem vestido quando entrou, pouco depois ele puxou uma faca e na estrada, onde tem uma subidinha, ele parou, me mandou descer, dar o dinheiro, disse que ia matar se não desse mais dinheiro, mandou eu ir para o porta-malas e disse ‘vou te mandar e não vai ser aqui não’”, lembrou o taxista, Jesuíno Francisco Souza Filho.
Depois de colocar o taxista no porta-malas, o suspeito assumiu a direção do carro, mas, segundo a vítima, parece que ele não sabia dirigir, porque teve dificuldade para arrancar com o veículo. Pouco tempo depois, ele perdeu o controle da direção e bateu em um barranco. O carro voltou e ficou atravessado no meio da estrada. O assaltante então saiu do carro e fugiu a pé.

A frente do carro ficou destruída. O mecânico Paulo César Casteli passava pelo local e prestou socorro. “Eu fiquei preocupado em ajudar o rapaz, não sabia que era o ladrão, mas ele seguiu andando e eu ouvi o taxista pedindo socorro, dizendo que estava no porta-malas”, contou.
O mecânico Paulo César Casteli
passava pelo local e prestou socorro
Contudo, durante o tempo em que ficou trancado no carro, o taxista pensou que fosse morrer. “Eu falava pra ele, calma, você não sabe dirigir, deixa que eu levo o carro, mas ele dizia: vou te matar”, falou.
A Polícia Militar mostrou várias fotos para o taxista, que reconheceu o suspeito, um homem de 27 anos, que estava na casa de uma tia dele. “Ele estava com o corpo todo arranhado, com arame, algo que ele passou pelo caminho. Na casa da tia, ela não estava entendendo, mas quando dissemos que ele era suspeito do assalto, ela nos disse que ele estava no quarto. No local, recuperamos e a faca e parte do dinheiro”, relatou o cabo da PM, Ricardo Tadeu Silva.
Ainda segundo o policial, o suspeito do crime tem várias passagens por roubo e furtos. Há duas semanas ele foi preso depois de assaltar um salão de beleza, mas acabou sendo solto. “Não entendemos o que este cidadão está fazendo em liberdade, colocando em risco a vida de pessoas de bem”, acrescentou o cabo da PM.
Assaltante preso


Fonte: G1