Publicidade

Homem foi alvejado por pelo menos quatro tiros no bairro Praião. A vítima foi socorrida ainda com vida, mas veio a óbito no hospital

16/07/2016
Homicídio em São Gonçalo do Sapucaí, MG - Foto: Alô Alô Cidade

Ontem por das 21:30hs um homem foi alvejado por pelo menos quatro disparos de arma de fogo, no bairro Praião em São Gonçalo do Sapucaí, MG.
Vítima
Segundo informações da Polícia Militar, uma mulher ligou para o 190, dizendo que seu companheiro havia sido vítima de disparo de arma de fogo. De posse das informações, os militares deslocaram até o local, onde foi feito o contato com a testemunha, Sra. J., a qual relatou que estava chegando em sua casa com seu companheiro, o Flaviano, e ele ao manobrar o carro para guardar o carro, parou para, J., descer, e entrou na casa. Flaviano, continuou manobrando o veículo para entrar na garagem, quando a J., ouviu disparos de arma de fogo e saiu correndo para ver, quando deparou com dois homens, não identificados encapuzados saindo correndo, sentido a uma estrada de terra. Flaviano foi socorrido pelo SAMU ainda com vida para o Hospital da cidade, onde foi atendido pelo médico de plantão, o qual fez todos os procedimentos possíveis, porém a vítima veio a óbito.
Ainda segundo a Polícia Militar, foram quatro disparos sendo um na mandíbula, um na região do parietal e dois na altura do ombro, todos do lado esquerdo. O corpo de Flaviano Aparecido de Sousa, conhecido, como ''Ponte'', foi encaminhado para o IML de Pouso Alegre, e diante dos fatos foi acionada a Perícia técnica da Polícia Civil, que compareceu no local e realizou os trabalhos de praxes, tendo recolhidos, cinco projéteis diferentes. A testemunha foi indagada, se podia descrever algum tipo de características dos autores, mas como ela ficou muito nervosa ao ver o companheiro ferido, não foi possível colher do dados.
A Polícia Militar fez o rastreamentos pelo local próximo do homicídio, em estrada vicinal, porém devido a falta de informações dos autores, não foi possível obter êxito em localizar os autores. Na casa da vítima há câmeras de monitoramento, mas não estava funcionando no momento do assassinato. 

Homicídio em São Gonçalo do Sapucaí, MG

Homem foi alvejado por pelo menos quatro tiros no bairro Praião. A vítima foi socorrida ainda com vida, mas veio a óbito no hospital

16/07/2016
Homicídio em São Gonçalo do Sapucaí, MG - Foto: Alô Alô Cidade

Ontem por das 21:30hs um homem foi alvejado por pelo menos quatro disparos de arma de fogo, no bairro Praião em São Gonçalo do Sapucaí, MG.
Vítima
Segundo informações da Polícia Militar, uma mulher ligou para o 190, dizendo que seu companheiro havia sido vítima de disparo de arma de fogo. De posse das informações, os militares deslocaram até o local, onde foi feito o contato com a testemunha, Sra. J., a qual relatou que estava chegando em sua casa com seu companheiro, o Flaviano, e ele ao manobrar o carro para guardar o carro, parou para, J., descer, e entrou na casa. Flaviano, continuou manobrando o veículo para entrar na garagem, quando a J., ouviu disparos de arma de fogo e saiu correndo para ver, quando deparou com dois homens, não identificados encapuzados saindo correndo, sentido a uma estrada de terra. Flaviano foi socorrido pelo SAMU ainda com vida para o Hospital da cidade, onde foi atendido pelo médico de plantão, o qual fez todos os procedimentos possíveis, porém a vítima veio a óbito.
Ainda segundo a Polícia Militar, foram quatro disparos sendo um na mandíbula, um na região do parietal e dois na altura do ombro, todos do lado esquerdo. O corpo de Flaviano Aparecido de Sousa, conhecido, como ''Ponte'', foi encaminhado para o IML de Pouso Alegre, e diante dos fatos foi acionada a Perícia técnica da Polícia Civil, que compareceu no local e realizou os trabalhos de praxes, tendo recolhidos, cinco projéteis diferentes. A testemunha foi indagada, se podia descrever algum tipo de características dos autores, mas como ela ficou muito nervosa ao ver o companheiro ferido, não foi possível colher do dados.
A Polícia Militar fez o rastreamentos pelo local próximo do homicídio, em estrada vicinal, porém devido a falta de informações dos autores, não foi possível obter êxito em localizar os autores. Na casa da vítima há câmeras de monitoramento, mas não estava funcionando no momento do assassinato.