Polícia Militar de Córrego do Bom Jesus prende infrator com balão de 27 metros - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

O veículo do suspeito foi apreendido. Vários outros fugiram após avistar aproximação da viatura policial. 


02/05/2018

Na manhã desta segunda-feira (30/04), a PM de Córrego do Bom Jesus recebeu denuncia anônima de que um balão havia caído no bairro Possinhas, e que haviam alguns homens atrás do referido balão.
A equipe de Polícia deslocou para o local onde observou o balão de estrutura grande no pasto de um sítio e em volta da estrutura haviam cerca de 15 homens. A PM, ao se aproximar dos infratores, eles evadiram rapidamente pela mata existente nas proximidades, mesmo dado ordem para que parassem, não foi acatado, sendo então acionado reforço da equipe policial de Cambuí. Uma parte dos infratores conseguiram evadir em veículos com placas de SP, todos fotografados e identificados, que estavam na margem da estrada vicinal. Sendo interceptado uma Ranger Rover Evoque, pois o dono ainda estava em meio a mata, que após buscas pelas proximidades, foi localizado o referido proprietário do veiculo num sítio nas redondezas, sendo preso pelo envolvimento com o balão e por desobediência, sendo levado a delegacia de plantão da policia civil, junto com outro suspeito, também de SP, que apareceu no local. 
Polícia Militar de Córrego do Bom Jesus prende infrator com balão de 27 metros - Fotos: PM

Uma senhora, de 80 anos, que tem um sitio no terreno onde o Balão caiu, alegou que o objeto bateu na fiação elétrica e o fornecimento de energia cessou, e logo viu uma fumaça no pasto e depois vários rapazes se aproximando. Indagado, o autor informou que o balão tem 27 metros de comprimento, 10 metros de esteira e uma boca de aproximadamente 2 metros de diâmetro. 
A Lei nº 9.605, de 1998 (Lei dos Crimes Ambientais), estabelece, no seu art. 42, para o crime de fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios, a pena de detenção de um a três anos.

Embora algumas pessoas tem como Hobby, a pratica do balonismo é considerada crime por gerar uma grande probabilidade de causar incêndios e danos em florestas e residências.

A ocorrência iniciou as 10h30min da manhã e foi encerrada as 23h30min em Pouso Alegre.




Polícia Militar de Córrego do Bom Jesus prende infrator com balão de 27 metros

O veículo do suspeito foi apreendido. Vários outros fugiram após avistar aproximação da viatura policial. 


02/05/2018

Na manhã desta segunda-feira (30/04), a PM de Córrego do Bom Jesus recebeu denuncia anônima de que um balão havia caído no bairro Possinhas, e que haviam alguns homens atrás do referido balão.
A equipe de Polícia deslocou para o local onde observou o balão de estrutura grande no pasto de um sítio e em volta da estrutura haviam cerca de 15 homens. A PM, ao se aproximar dos infratores, eles evadiram rapidamente pela mata existente nas proximidades, mesmo dado ordem para que parassem, não foi acatado, sendo então acionado reforço da equipe policial de Cambuí. Uma parte dos infratores conseguiram evadir em veículos com placas de SP, todos fotografados e identificados, que estavam na margem da estrada vicinal. Sendo interceptado uma Ranger Rover Evoque, pois o dono ainda estava em meio a mata, que após buscas pelas proximidades, foi localizado o referido proprietário do veiculo num sítio nas redondezas, sendo preso pelo envolvimento com o balão e por desobediência, sendo levado a delegacia de plantão da policia civil, junto com outro suspeito, também de SP, que apareceu no local. 
Polícia Militar de Córrego do Bom Jesus prende infrator com balão de 27 metros - Fotos: PM

Uma senhora, de 80 anos, que tem um sitio no terreno onde o Balão caiu, alegou que o objeto bateu na fiação elétrica e o fornecimento de energia cessou, e logo viu uma fumaça no pasto e depois vários rapazes se aproximando. Indagado, o autor informou que o balão tem 27 metros de comprimento, 10 metros de esteira e uma boca de aproximadamente 2 metros de diâmetro. 
A Lei nº 9.605, de 1998 (Lei dos Crimes Ambientais), estabelece, no seu art. 42, para o crime de fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios, a pena de detenção de um a três anos.

Embora algumas pessoas tem como Hobby, a pratica do balonismo é considerada crime por gerar uma grande probabilidade de causar incêndios e danos em florestas e residências.

A ocorrência iniciou as 10h30min da manhã e foi encerrada as 23h30min em Pouso Alegre.




Nenhum comentário:

Postar um comentário