Guerra pelo tráfico: três homicídios em Três Corações em menos de 48 horas - ALÔ ALÔ CIDADE

CASA DOIS IRMÃOS

Guerra pelo tráfico: três homicídios em Três Corações em menos de 48 horas

Compartilhar isso

Dois adolescentes de 15 anos foram mortos com tiros de arma de fogo no sábado. Outros dois foram baleados neste Domingo. Um deles que estava em estado grave no hospital não resistiu

Guerra pelo tráfico: três homicídios em Três Corações em menos de 48 horas - Foto: redes sociais

Pelo menos três pessoas foram mortas na cidade de Três Corações no último final de semana nos bairros, Nova Três Corações e Nossa Senhora de Fátima.


Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 22h46 deste Sábado (12/12), durante o patrulhamento de rotina, os militares receberam uma denúncia anônima via 190, para comparecerem no Bairro Nova Três Corações, Rua Projetada 1, entroncamento com a Rua Projeta 28, onde o denunciante relatou que tinha ouvido pelo menos 7 disparos de arma de fogo nas imediações de um pasto e havia uma vítima atingida sendo socorrida por populares para o Hospital São Sebastião.


Ainda segundo a PM, durante o deslocamento da guarnição militar para o local, o veículo que estava com a vítima foi avistada. A equipe policial deu apoio para o deslocamento do veículo até o pronto socorro e outra viatura compareceu ao local onde teria ocorrido o crime. Populares informaram para os militares os possíveis autores, sendo identificados contumazes por vários outras praticas de crimes na cidade pela PM.


Equipes policiais se dividiram para as diligências na busca de informações e localização dos autores pela cidade e matas, quando um dos policiais encontrou uma vítima caída no pasto já sem vida, com marcas de sangue e ferimentos pelo corpo por disparos de arma de fogo. Os militares reconheceram a vítima sendo de Breno Lucas Ferreira (Breninho) de 15 anos da cidade de São Bento Abade-MG. O local foi preservado e a Polícia Técnica da Polícia Civil acionada para a perícia. Após serviço de praxe, o corpo de Breno foi levado para o IML.


A Polícia Militar avistou e contatou uma mulher que estava chorando no local. Ela disse aos militares que ‘’Helton’’ morreu em seu colo. “Ouvi muitos pedidos de socorro vindo da rua em gritos. Sai de casa para ajudar e me deparei com a vítima Helton Matheus caído em um barranco sangrando, quando comecei a gritar por socorro também! Durante os meus gritos de socorro, um casal que passava próximo do local do crime me ajudou a socorrer a vítima para o Hospital.” Expressou a testemunha para os militares.


A Polícia Militar foi até o hospital acompanhar o socorro das vítimas, quando recebeu a informação que Helton Matheus Pereira Novaes (Heltinho) de 15 anos, tinha falecido antes mesmo de dar entrada no pronto socorro. Ele foi atingido no por um tiro de arma de fogo na parte posterior do crânio. A Polícia Militar ao fazer buscas na vítima encontrou em sua vestes 11 pedras de crack, 9 buchas de maconha e 3 capsulas de munições calibre .38, sendo 1 intacta e 2 picotadas. Após serem realizados os procedimentos médicos, o corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal).


No local do crime, populares informaram para a Polícia Militar, que o suspeito do crime, Y. (vulgo Barriga), tinha chegado a sua residência com mais outro homem, ambos encapuzados. Quando equipes da PM chegaram ao local depararam com o suspeito no portão e ao avistar a viatura aproximando, desobedeceu a ordem de parada e fugiu para os fundos da casa. A mãe de Y., a R. de F. B. de 43 anos também correu para o quintal. Militares correram para aborda-los e um deles foi agredido pela R., que logo foi imobilizada com técnicas policiais e algemada. O Y. também resistiu à abordagem, mas foi contido e algemado. Um terceiro suspeito que estava no local foi avistado pela guarnição policial não obedeceu a ordem para abordagem, evadiu, pulou o muro e não foi possível captura-lo, mas foi identificado sendo R. A. G., de 20 anos, morador do mesmo local com passagens pela Polícia.


Durante os trabalhos da Perícia Técnica da Polícia Civil no local do crime, nos bolsos da vítima Breno foram encontrados 6 buchas de maconha e 6 pedras de crack.


Ainda segundo informações da Polícia Militar, as vítimas de homicídios têm várias passagens pela Polícia por tráfico de drogas. Após os trabalhos de praxe da Perícia, o corpo de Breno foi liberado e levado para o IML (Instituto Médico Legal).


Segundo informações da Polícia Militar, populares relataram que pelo menos outras 3 pessoas do bairro teriam envolvimento com os crimes. Um de 17, 16 e 22 anos. Todos eles identificados e serão investigados.


Até o momento, durante as diligências ininterruptas, a Polícia Militar conseguiu realizar a prisão de Y. L. B. (vulgo Barriga) de 20 anos, o qual ao ser questionado a respeito do crime permaneceu em silêncio. Durante as buscas em sua residência no momento da prisão, foi encontrada em seu quarto, dentro do guarda roupas em meio a roupas, uma caixa de fósforos, contendo 15 papelotes de cocaína. Ainda durante as buscas, foram encontrados em suas vestes, 6 pedras de crack e uma nota de R$ 10.

Ainda durante o rastreamento de envolvidos, os militares receberam as informações de denúncias de outros indivíduos também identificados sendo três adolescentes, dois de 16 e um de 17 anos. Logo após o crime, 3 menores de 16 anos e a Rosangela teriam ido até a residência de outro menor de 17 anos para ameaçar a família de morte se caso o abrisse a boca para contar para polícia.


Equipe do Tático Móvel da PM deslocou até a residência da família ameaçada e confirmaram todas as versões de ameaça. Durante a conversa, os militares foram liberados pela mãe para buscas no interior do quarto do filho. Um dos militares encontrou dentro de um tênis 46 pedras de crack, 10 papelotes de cocaína, 1 balança de precisão e um telefone celular. Questionado o menor assumiu ser dono das drogas. Em continuidade os militares foram até a residência de um dos menores de 16 anos, em contato com a sua genitora, a mesma confirmou a participação dele e de outros três parentes no crime, dois de 16 anos que ainda não foram apreendidos e um de 20 anos (vulgo Barriga) preso.


Diante do exposto, os autores e demais envolvidos localizados até o momento foram levados e apresentados para o Delegado de Plantão, juntamente com as drogas apreendidas na delegacia de polícia civil em Três Corações-MG para as demais providências jurídicas.


Na noite seguinte - Domingo


Ainda em Três Corações, rapazes foram baleados no bairro Nossa Senhora de Fátima na noite deste Domingo (13/12).


Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 20h55, uma denúncia via 190 informou que haviam ocorrido vários disparos de arma de fogo em via pública nas proximidades de uma adega, na Rua José Capistrano de Souza no bairro Nossa Senhora de Fátima. De imediato as viaturas policiais deslocaram e no local receberam informações de que indivíduos chegaram próximo ao supermercado e efetuaram diversos disparos de arma de fogo em direção as vítimas Brenner e de Cristiano e após o crime fugiram. As vítimas baleadas foram socorridas por populares até o Hospital São Sebastião. Brenner Augusto Rosa de 18 anos deu entrada no HPS em estado grave. Foram contatados pela equipe médica os ferimentos de disparo de arma de fogo no peito e dois nas costas. Já a segunda vítima, Cristiano Caria da Silva de 21 anos, tinha um ferimento na perna esquerda, também por disparo de arma de fogo e não corre o risco de vida.


Com as informações a Polícia Militar durante o patrulhamento nos bairros Odilon Resende de Andrade e Jardim das Alterosas, onde poderia ser uma possível rota de fuga dos autores, foi visualizado um veículo Chevrolet Corsa, o qual tinha denúncias que o mesmo tinha dado fuga aos possíveis indivíduos. O veículo foi parado e o condutor abordado. Foi dada a busca pessoal no motorista e no interior do carro e nada de ilícito foi encontrado. Ao questionar, o condutor relatou que trabalha como motorista de aplicativo e recebeu uma mensagem de via WhatsApp de um rapaz , que era para deslocar até a casa dele, próximo da caixa d'água do Bela Vista e posteriormente buscar outros colegas nas proximidades do Fura Olho e Vila Lima, Rio Peixe e por fim Bairro Boa Ventura, deixando eles na rua Augusto Sonja. Depois de passar por várias ruas e avenidas pela cidade, um dos indivíduos pediu para ele parar com o carro no bairro Nossa Senhora de Fátima, no cruzamento das Ruas Santa Catarina com a Rua Antônio Matias. Os três homens desembarcaram do carro e pediu para aguardar a volta. Após alguns minutos, escutou alguns estampidos e logo os três apareceram correndo e entraram no carro exigindo para correr até o final da Rua Antônio Matias, já na divisa dos bairros Alterosa e Odilon Resende de Andrade. O motorista contou a Polícia, assim que chegaram ao local, os três novamente saíram do carro e por fim, adentraram em uma mata para evadir. O motorista também disse aos policiais que não viu nenhuma arma com os passageiros que apenas estava dando carona a eles.


Ainda segundo a PM, um dos suspeitos envolvidos foi detido, mas um deles negou toda a versão do motorista, dizendo que não participou do crime.


A Polícia Militar continua no intenso rastreamento do outros suspeitos, mas até o momento ninguém foi preso.


Os dois rapazes, o motorista de aplicativo de 22 anos e o suspeito Co-autor de 21 anos foram conduzidos para a Delegacia. O veículo usado no transporte dos autores e celular do motorista apreendido para investigação e a prisão dos demais envolvidos. Os dois suspeitos após ser ouvidos pelo Delegado foram liberados.


A Perícia da Polícia Civil compareceu ao local do crime e realizou o trabalho de praxe, recolhendo 4 fragmentos de chumbos e 7 estojos de calibre 380.


Na manhã desta Segunda-Feira (14/12), por volta das 09h40, a vítima Brenner Augusto Rosa de 18 anos que deu entrada no HPS em estado grave neste Domingo, não resistiu aos ferimentos e faleceu. O corpo foi encaminhado para o IML.

ANUNCIE AQUI!