Ano letivo 2022 começa para 1,7 mi alunos da rede estadual - ALÔ ALÔ CIDADE

PUBLICIDADE

Ano letivo 2022 começa para 1,7 mi alunos da rede estadual

Compartilhar isso

Retorno no formato presencial segue todos os protocolos sanitários de prevenção à covid-19

Alunos da rede estadual de ensino voltaram às aulas presenciais nesta segunda-feira (7/2) para o início do ano letivo 2022. Orientações e protocolos da Secretaria de Estado de Saúde, de biossegurança e sanitário-epidemiológicos, e as Deliberações do Comitê Extraordinário da Covid-19 estão sendo rigorosamente seguidos nesta retomada, para proteção e segurança de cerca de 1,7 milhão de estudantes e trabalhadores da educação.

Segundo a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Izabella Cavalcante Martins, a volta às aulas segue o calendário escolar definido ainda em 2021. 

“Retornamos hoje (7/2), conforme planejamento da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG). As atividades são 100% presenciais para todos os estudantes e é muito importante que as famílias acompanhem e orientem esse retorno. Seguimos com a aplicação dos protocolos de saúde e com a obrigatoriedade do uso de máscara, além de incentivar a lavagem das mãos de demais medidas de prevenção como evitar compartilhar materiais, entre outros”, afirma.

Retorno 

Até o ano passado, decreto impedia a realização das atividades escolares presenciais no município de Januária, Norte de Minas. Mas agora o retorno foi liberado, para alegria da estudante Daniela Almeida Guedes Mota, do 4º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Bias Fortes. “Estou muito feliz. Sinto que vai ser um ano muito legal. A escola está do jeito que eu sempre gostei e a professora já falou que não podemos ficar sem máscara e que devemos sempre passar o álcool em gel”.

Na escola, o primeiro dia foi de acolhimento e de muita conversa, como destaca a professora do 1º ano do ensino fundamental, Aline Silva. “Falamos com eles sobre os protocolos e a nova dinâmica da sala de aula. Cada criança está trazendo uma história, então buscamos conhecê-las também”. 

A expectativa para o primeiro dia de aula também tomou conta da professora. “Não sabíamos como eles iriam chegar. Mas superaram todas as expectativas: estavam alegres e comunicativos. Para muitos, esse é o primeiro contato com o ambiente escolar”, finaliza.

Em um balanço sobre a volta às aulas, a diretora da unidade de ensino, Elianici Pereira Veloso, ressalta que “as crianças estavam eufóricas e os pais satisfeitos pelo retorno”.

Capital

Também seguindo protocolos de prevenção, a gestora da Escola Estadual Professor Agnelo Correia Viana, em Belo Horizonte, Ana Lucia da Costa, falou da alegria de iniciar o ano letivo presencialmente com os alunos. “Estamos começando o ano letivo com os alunos já na escola. Essa é a nossa maior alegria. A escola está preparada, adaptada e cumprindo os protocolos. O governo nos deu condições para receber nossos alunos com segurança e isso não tem preço”.

Na Escola Estadual Mariana de Paiva, em Guidoval, na Zona da Mata, os jovens matriculados no Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) ajudaram no acolhimento dos colegas. Segundo o diretor da escola, Tiago Moreira Guimarães, “o início do ano letivo ocorreu de forma tranquila e seguindo protocolos sanitários e de prevenção”.

Com muitas expectativas, a aluna do 3º ano do EMTI, Maria Eduarda Gomes Archette, fala o que espera do seu último ano na educação básica. “A expectativa é que eu e meus amigos possamos recuperar esse tempo e aprender o que não conseguimos nos últimos anos, devido à pandemia de covid-19. Acredito que o integral possa nos ajudar. Que esse ano possamos ter muitas oportunidades”.

Novo Ensino Médio

Na Escola Estadual Professor Agnelo Correia Viana, além de estarem animados para o início do ano letivo, os estudantes também estão animados para participar do Novo Ensino Médio. É o caso da Eliza Chagas, aluna do 1º ano. “Estou me sentindo bem tranquila e com uma expectativa muito grande com essa inserção de novos conteúdos. Estou muito animada”.

Para Juan dos Reis, o ano será desafiador. “A pandemia nos tirou muitas coisas e nos ensinou muitas coisas também. Esse Novo Ensino Médio vai ser muito bom para o nosso futuro”, afirma.

Em todo o país, escolas públicas e privadas irão implementar o Novo Ensino Médio para estudantes do 1º ano do ensino médio. Entre as principais mudanças está a ampliação da carga horária anual, que passará de 833h20 min para 1 mil horas. Para essa ampliação, na rede estadual de ensino mineira será criado o sexto horário ou, em casos excepcionais, um contraturno. Outra novidade, é que, além dos componentes básicos, como Língua Portuguesa e Matemática, os estudantes terão os Itinerários Formativos, que compõem a parte flexível do currículo.

Um dos objetivos de todas essas mudanças é tornar a etapa de ensino mais atraente e condizente com a realidade dos jovens, promovendo, assim, uma aprendizagem mais significativa aos alunos do ensino médio e colaborando para diminuição da evasão na etapa.

Protocolos

A rede estadual de ensino seguirá todas as orientações do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais, da Secretaria de Estado de Saúde - 7ª versão (SES-MG), que se aplicará ao ano letivo de 2022. O documento foi aprovado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes-Minas) e atualizado pela Secretaria de Estado de Saúde.

Em relação à possibilidade de suspensão de aulas nas turmas em que forem constatados mais de 30% de alunos confirmados laboratorialmente para covid-19, os alunos pertencentes às turmas ficarão afastados do ambiente escolar por cinco dias corridos contados do último resultado. O mesmo se aplica aos professores exclusivos da turma afastada. 

As investigações de surtos caberão às secretarias municipais de Saúde, que contarão com o apoio do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs Minas). O novo protocolo também revogou o escalonamento na entrada e na saída dos alunos, mas mantém a recomendação de controle do fluxo para evitar aglomerações nos momentos de troca de turnos.

Assim como nas versões anteriores, o protocolo atualizado ressalta a importância de medidas sanitárias, como o uso universal e correto de máscaras, lavagem frequente das mãos, entre outros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUPERMERCADO SÃO JOSÉ