Mãe é suspeita de abandonar recém-nascida em hospital em Campanha, MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Mulher de 26 anos foi detida em casa e foi levada para delegacia de Três Corações. Criança teria sido encontrada por enfermeira. Bebê morreu horas depois

31/12/2015 14:01
Mãe é suspeita de abandonar a própria recém-nascida em hospital em Campanha, MG - Fotos/reprodução: Alô Alô Cidade
A ocorrência foi na madrugada de hoje (31), por volta das 04hs no pronto-atendimento em Campanha, MG.
Segundo informações da Polícia Militar, funcionários acionaram o 190, e comunicaram que haviam um corpo de uma recém-nascida do sexo feminino, caída sobre o solo do saguão interno, coberto com material amniótico, sangue, outras secreções e apresentava sinais que havia acabado de nascer. Ainda com vida a recém-nascida foi socorrida pelo médico plantonista, e segundo ele a bebê apresentava um afundamento de crânio na região parietal e cortes em toda extremidade facial, do lado esquerdo e direito. Ainda segundo informações da PM, testemunhas relataram que a paciente Fernanda Simone Pinheiro, de 26 anos, porque ela chegou no pronto-socorro reclamando de fortes dores abdominais e foi atendida e medicada. Durante a medicação ela pediu para usar o banheiro e la ficou por um longo período.
A enfermeira pediu várias vezes a ela para sair e continuar com o medicamento. Testemunhas também disseram que ela ao sair do banheiro, evadiu do local sem dizer nada e sumiu do pronto-socorro sem terminar a medicação. A hipóteses que ela poderia ser a mãe da bebê que fez o próprio parto e que no desespero lançou a filha pela janela em uma distância aproximadamente de 3 metros. No local haviam recentes manchas de sangue na parede externa, e material genético no chão, próxima da mesma janela onde a bebê foi lançada.
Ela chegou no hospital com fortes
dores no abdome - Foto: Facebook
A Polícia Militar foi até a casa da suspeita, Fernanda, indagada, ela negou os fatos aos militares em primeiro momento, mas depois contou a sua versão.
Segundo a Mãe Fernanda, ela esteve no pronto-socorro para tratar de uma forte cólica e que após ingerir uma medicação foi até o banheiro, e lá foi surpreendida com o bebê nascendo. Ela também disse aos policiais, que muito nervosa e apavorada, acreditou que a recém-nascida tivesse nascida morta e dentou descarta-lá pelo vaso sanitário, que ao acionar a descarga não conseguiu livrar de imediato. Ela também pegou a bebê envolveu em um papel higiênico e a descartou no cesto do lixo do banheiro. Diante dos fatos o local foi isolado e a Polícia Civil foi acionada para perícia técnica, que intensificou os trabalhos de praxes. A recém-nascida, foi socorrida pelo SAMU em estado crítico para o Hospital de Varginha em virtude da gravidade dos ferimentos, mas não resistiu e morreu. O corpo da bebê de 7 meses nasceu prematura foi encaminhada para o IML de Três Corações, MG. A autora/mãe foi presa em flagrante, encaminhada para o Pronto-socorro, pois haviam resquícios de material genéticos em seu corpo, sendo medicada e encaminhada para Delegacia de Polícia em Três Corações, onde ficará sobre responsabilidade do Delegado de Plantão.


Vídeo: 

Mãe é suspeita de abandonar recém-nascida em hospital em Campanha, MG

Mulher de 26 anos foi detida em casa e foi levada para delegacia de Três Corações. Criança teria sido encontrada por enfermeira. Bebê morreu horas depois

31/12/2015 14:01
Mãe é suspeita de abandonar a própria recém-nascida em hospital em Campanha, MG - Fotos/reprodução: Alô Alô Cidade
A ocorrência foi na madrugada de hoje (31), por volta das 04hs no pronto-atendimento em Campanha, MG.
Segundo informações da Polícia Militar, funcionários acionaram o 190, e comunicaram que haviam um corpo de uma recém-nascida do sexo feminino, caída sobre o solo do saguão interno, coberto com material amniótico, sangue, outras secreções e apresentava sinais que havia acabado de nascer. Ainda com vida a recém-nascida foi socorrida pelo médico plantonista, e segundo ele a bebê apresentava um afundamento de crânio na região parietal e cortes em toda extremidade facial, do lado esquerdo e direito. Ainda segundo informações da PM, testemunhas relataram que a paciente Fernanda Simone Pinheiro, de 26 anos, porque ela chegou no pronto-socorro reclamando de fortes dores abdominais e foi atendida e medicada. Durante a medicação ela pediu para usar o banheiro e la ficou por um longo período.
A enfermeira pediu várias vezes a ela para sair e continuar com o medicamento. Testemunhas também disseram que ela ao sair do banheiro, evadiu do local sem dizer nada e sumiu do pronto-socorro sem terminar a medicação. A hipóteses que ela poderia ser a mãe da bebê que fez o próprio parto e que no desespero lançou a filha pela janela em uma distância aproximadamente de 3 metros. No local haviam recentes manchas de sangue na parede externa, e material genético no chão, próxima da mesma janela onde a bebê foi lançada.
Ela chegou no hospital com fortes
dores no abdome - Foto: Facebook
A Polícia Militar foi até a casa da suspeita, Fernanda, indagada, ela negou os fatos aos militares em primeiro momento, mas depois contou a sua versão.
Segundo a Mãe Fernanda, ela esteve no pronto-socorro para tratar de uma forte cólica e que após ingerir uma medicação foi até o banheiro, e lá foi surpreendida com o bebê nascendo. Ela também disse aos policiais, que muito nervosa e apavorada, acreditou que a recém-nascida tivesse nascida morta e dentou descarta-lá pelo vaso sanitário, que ao acionar a descarga não conseguiu livrar de imediato. Ela também pegou a bebê envolveu em um papel higiênico e a descartou no cesto do lixo do banheiro. Diante dos fatos o local foi isolado e a Polícia Civil foi acionada para perícia técnica, que intensificou os trabalhos de praxes. A recém-nascida, foi socorrida pelo SAMU em estado crítico para o Hospital de Varginha em virtude da gravidade dos ferimentos, mas não resistiu e morreu. O corpo da bebê de 7 meses nasceu prematura foi encaminhada para o IML de Três Corações, MG. A autora/mãe foi presa em flagrante, encaminhada para o Pronto-socorro, pois haviam resquícios de material genéticos em seu corpo, sendo medicada e encaminhada para Delegacia de Polícia em Três Corações, onde ficará sobre responsabilidade do Delegado de Plantão.


Vídeo: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário