Tragédia: PM tira a própria vida depois de matar família em Extrema, MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Tragédia: PM tira a própria vida depois de matar família em Extrema, MG

Compartilhar isso

A suspeita que, o autor vinha desentendendo com a esposa à alguns dias. Os crimes foram em uma Chácara na Zona Rural que faz divisa com São Paulo

03/10/2015 10:08
Tragédia: PM tira a própria vida depois de matar família em Extrema, MG - Foto: R7

A tragédia aconteceu em uma Zona Rural de Extrema, barro São Braz, por volta das 19:00hs desta sexta-feira (02).
PM , esposa e filhas - Foto: Facebook
Segundo informações da Polícia Militar, o autor Sérgio Ricardo da Silva, de 52 anos de idade, matou a tiros o sogro José Ribamar de Morais, 68 anos, a sogra Cremisa de Souza Amorim, 43 anos, uma enteada Kamila Marques de Morais Souza, 14 anos, uma filha adotiva Evelly Marques da Silva de 12 anos e a esposa e Professora Katia Marques de 36 anos, e depois se matou. Ainda segundo informações de familiares ele já tinha desentendido com a esposa por alguns dias, e ontem (02), foi até a casa do sogro onde ela e as filhas estavam morando e cometeu os crimes. A informações que, os sogros, foram mortos em uma cozinha na área externa da residência, as jovens meninas foram mortas nos quartos e a esposa em um banheiro, também na área externa da casa e em seguida, ele tirou a própria vida. 
A informações que, vizinhos escutaram os tiros e chamaram a Polícia Militar, quando os militares chegaram, a chácara estava fechada e foi necessário pular o muro para chegar no local, ao fazer as vistorias, os Policiais encontraram os seis corpos no chão.

Vítimas, Sogros, esposa e filhas - Fotos: Facebook
No local, muitos Policiais Militares e a Polícia Civil para serviços de Perícia. A Polícia Civil encontrou cápsulas deflagradas de pistola perto dos corpos das vítimas. Membros da família disse aos militares que, o casal vinha passando por dificuldades no relacionamento.
O autor Sérgio Ricardo da Silva, de 52 anos de idade é 1º Sargento reformado da Polícia Militar de São Paulo e morava com a família em Extrema, MG.

O caso foi registrado pela Polícia da cidade de Extrema, MG.

Direto da redação: ALÔ ALÔ CIDADE

Nenhum comentário:

Postar um comentário