Jovem encontrada morta estava grávida, diz perícia - ALÔ ALÔ CIDADE

CASA DOIS IRMÃOS

Jovem encontrada morta estava grávida, diz perícia

Compartilhar isso

Segundo laudo, Amanda de Almeida estava grávida de seis meses. Corpo foi encontrado em rio de Cristina, a 50 km de onde ela morava.

04/01/2016 17:32
Jovem encontrada morta estava grávida, diz perícia - Foto/reprodução: Alô Alô Cidade

Amanda de Almeida, de 21 anos, encontrada morta no sábado (2) em Cristina (MG), estava grávida de 6 meses, segundo constatou o laudo da perícia. O corpo da jovem foi localizado no Rio Barra Grande, a 50 km de Jesuânia (MG), de onde ela estava desaparecida desde o dia 31 de dezembro. A perícia também confirmou que a estudante foi morta a facadas, com oito golpes. No último contato com a família, a vítima disse ao irmão que estaria em Lambari (MG) resolvendo um problema. Ninguém foi preso.

Amanda foi enterrada no domingo (3). No velório da jovem, desespero e confusão. Parentes e amigos se revoltaram quando um homem desconhecido disse ter visto Amanda na noite em que ela desapareceu. "O 'cara' chega do nada e fala isso aí. Então eu acho que o acusado está sendo ele", afirmou o leiteiro Fernando dos Santos quando pessoas começaram a agredir o homem.

Depois de quase ter sido linchado, o homem tentou se explicar. "Com quem ela estava, se ela saiu, com quem ela saiu, não vi. Não conversei. Passei por ela [na rodoviária] e fui pra Lambari", disse o homem, que não quis ser identificado.

Após a confusão, ele foi detido pela polícia. A mãe de Amanda, que tentou falar com o homem, precisou ser amparada. Em seguida, ela falou sobre a filha. "Uma menina muito estudiosa, muito... não tenho mais o que falar. Ela queria ser médica", conta Marlene de Almeida.

Desaparecimento
Amanda desapareceu na quinta-feira (31), por volta das 17h, quando saía de casa, em Jesuânia, acompanhada da mãe. As duas iriam visitar um parente e quando chegaram no portão, dona Marlene voltou para pegar um calçado. Nesse momento, vizinhos viram Amanda atendendo uma ligação e subindo a rua falando ao celular.

Quando a mãe voltou ao portão, não viu mais a filha. "Achei que ela tinha ido na minha mãe, fui lá e [ela] não estava. Aí a gente começou a procurar na rua, no mato, no lago", conta Marlene.
Após ter sumido, Amanda ainda ligou para o irmão duas vezes. "[Ela falou]: 'avisa a mãe que eu estou indo em Lambari resolver um problema, e se eu não voltar, eu explico tudo pra mãe'. [Ela ligou] pouco depois que tinha saído daqui, uns 5 minutos depois", conta Sávio Augusto de Almeida.

Com o desaparecimento da jovem, moradores se solidarizaram na busca e foram de casa em casa procurando por pistas. Uma tia de Amanda disse que ligou para o celular dela e que uma mulher, que disse se chamar Marcia, teria atendido e desligado em seguida.

O corpo da estudante foi encontrado no sábado à noite, no Rio Barra Grande, em Cristina.

O homem agredido no enterro, que pode ter sido uma das últimas pessoas a ver a jovem, foi liberado pela polícia. Ele deve se apresentar nesta segunda-feira (4) na Delegacia de Lambari (MG) para prestar depoimento sobre o caso.

Grávida assassinada :O :'(Jovem, que estava grávida de 7 meses, é assassinada em Jesuânia, no Sul de Minas. Durante o velório ouve muita confusão.#BalançoGeral #TVRecord #RecMinas
Posted by RecMinas on Segunda, 4 de janeiro de 2016


_________________________________________________________
Saiba mais


Fonte: G1

ANUNCIE AQUI!