Encontro de Polícia Comunitária reúne profissionais da segurança pública e sociedade civil em Poços de Caldas - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Ação é promovida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e contou com a participação de 92 profissionais da área.

07/06/2018
Expandir o conceito e a filosofia da polícia comunitária, divulgar as ações realizadas e fortalecer o elo entre a sociedade civil e as forças de segurança são alguns dos objetivos do 17º Encontro Regional de Polícia Comunitária, que aconteceu nesta quinta-feira (7/6), em Poços de Caldas, no Território Sul.

O evento buscou capacitar e qualificar servidores da segurança pública e representantes da sociedade civil para uma atuação conjunta mais efetiva no enfrentamento à criminalidade.
Durante todo o dia, 92 pessoas, entre profissionais do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e sociedade civil, bem como representantes da Rede de Vizinhos Protegidos e Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseps), discutiram, no auditório da OAB da cidade, de que forma as polícias podem trabalhar em conjunto com a comunidade, identificando e resolvendo problemas.
Representando a Sesp no encontro, a superintendente da Escola de Ensino Integrado Roberta Ignácio destacou a importância do evento no combate a criminalidade. “Com esses encontros, a segurança pública pode estar presente em todo o estado, conhecendo ainda mais as necessidades locais, o que possibilita um melhor planejamento das ações integradas”, explicou.
Poços de Caldas é o penúltimo município de Minas a receber o Encontro Regional de Polícia Comunitária, que já aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Teófilo Otoni, Unaí, Divinópolis, Montes Claros, Ipatinga, Governador Valadares, Curvelo, Uberlândia, Barbacena, Uberaba, Lavras, Pouso Alegre e Juiz de Fora. A próxima cidade a receber a capacitação será Patos de Minas.
Até o final dos encontros, cerca de 1.800 profissionais, de todas as 18 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) de Minas, serão capacitados. O treinamento está sendo realizado pela Escola Integrada de Segurança Pública (Eisp), da Subsecretaria de Integração.
Encontro de Polícia Comunitária reúne profissionais da segurança pública e sociedade civil em Poços de Caldas - Crédito (fotos): Divulgação/Sesp

Palestras
A primeira palestra do dia foi “Polícia Comunitária: conceito, mobilização e troca de experiências”, ministrada pelo major Afrânio Garcia, da Polícia Militar, pelo sargento Flávio Godoy, também da PM, e pela tenente Drielle Giziê, do Corpo de Bombeiros. No período da tarde, os profissionais assistiram à palestra “Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos e Práticas de Polícia Comunitária”, ministrada pela investigadora Isabela Silva, da Polícia Civil.
Para encerrar as atividades, a palestra “Participação Social e Segurança Pública” abordou a compreensão da segurança pública como ferramenta essencial para a construção de um processo de mudança em prol de todos os grupos que compõe a vida em sociedade. A temática foi abordada pela superintendente de Políticas Territoriais de Prevenção Social à Criminalidade da Sesp, Flávia Mendes. Além das palestras, experiências dos profissionais da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e da Segurança Pública também foram compartilhadas ao longo de todo o dia.

Com informações Governo de Minas

Encontro de Polícia Comunitária reúne profissionais da segurança pública e sociedade civil em Poços de Caldas

Ação é promovida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e contou com a participação de 92 profissionais da área.

07/06/2018
Expandir o conceito e a filosofia da polícia comunitária, divulgar as ações realizadas e fortalecer o elo entre a sociedade civil e as forças de segurança são alguns dos objetivos do 17º Encontro Regional de Polícia Comunitária, que aconteceu nesta quinta-feira (7/6), em Poços de Caldas, no Território Sul.

O evento buscou capacitar e qualificar servidores da segurança pública e representantes da sociedade civil para uma atuação conjunta mais efetiva no enfrentamento à criminalidade.
Durante todo o dia, 92 pessoas, entre profissionais do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e sociedade civil, bem como representantes da Rede de Vizinhos Protegidos e Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseps), discutiram, no auditório da OAB da cidade, de que forma as polícias podem trabalhar em conjunto com a comunidade, identificando e resolvendo problemas.
Representando a Sesp no encontro, a superintendente da Escola de Ensino Integrado Roberta Ignácio destacou a importância do evento no combate a criminalidade. “Com esses encontros, a segurança pública pode estar presente em todo o estado, conhecendo ainda mais as necessidades locais, o que possibilita um melhor planejamento das ações integradas”, explicou.
Poços de Caldas é o penúltimo município de Minas a receber o Encontro Regional de Polícia Comunitária, que já aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Teófilo Otoni, Unaí, Divinópolis, Montes Claros, Ipatinga, Governador Valadares, Curvelo, Uberlândia, Barbacena, Uberaba, Lavras, Pouso Alegre e Juiz de Fora. A próxima cidade a receber a capacitação será Patos de Minas.
Até o final dos encontros, cerca de 1.800 profissionais, de todas as 18 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) de Minas, serão capacitados. O treinamento está sendo realizado pela Escola Integrada de Segurança Pública (Eisp), da Subsecretaria de Integração.
Encontro de Polícia Comunitária reúne profissionais da segurança pública e sociedade civil em Poços de Caldas - Crédito (fotos): Divulgação/Sesp

Palestras
A primeira palestra do dia foi “Polícia Comunitária: conceito, mobilização e troca de experiências”, ministrada pelo major Afrânio Garcia, da Polícia Militar, pelo sargento Flávio Godoy, também da PM, e pela tenente Drielle Giziê, do Corpo de Bombeiros. No período da tarde, os profissionais assistiram à palestra “Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos e Práticas de Polícia Comunitária”, ministrada pela investigadora Isabela Silva, da Polícia Civil.
Para encerrar as atividades, a palestra “Participação Social e Segurança Pública” abordou a compreensão da segurança pública como ferramenta essencial para a construção de um processo de mudança em prol de todos os grupos que compõe a vida em sociedade. A temática foi abordada pela superintendente de Políticas Territoriais de Prevenção Social à Criminalidade da Sesp, Flávia Mendes. Além das palestras, experiências dos profissionais da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e da Segurança Pública também foram compartilhadas ao longo de todo o dia.

Com informações Governo de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário