Governador Romeu Zema homenageia tropa de Israel pela atuação na busca por vítimas em Brumadinho - ALÔ ALÔ CIDADE

PUBLICIDADE

Governador Romeu Zema homenageia tropa de Israel pela atuação na busca por vítimas em Brumadinho

Compartilhar isso

Durante encontro nesta quinta-feira (31/1), governo mineiro e militares israelenses destacaram a troca de experiências e o trabalho conjunto durante os resgates

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, reuniu-se nesta quinta-feira (31/1), no 12º Batalhão de Infantaria, em Belo Horizonte, com a delegação de Israel, e homenageou os militares pelo trabalho de resgate realizado em Brumadinho ao longo desta semana, após o rompimento da barragem na cidade, no último dia 25/1.
“O povo de Israel sabe mais do que ninguém que, muitas vezes, é com sofrimento e superando as dificuldades que fazemos um futuro melhor. Estou aqui me despedindo das tropas de Israel que contribuíram muito durante esses últimos dias de resgate. Sou extremamente grato pelo serviço desempenhado e que contribuiu muito com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil. Tenho plena ciência de que o que estamos fazendo aqui em Minas a respeito desse desastre também vai construir um futuro melhor. Que os erros do passado sirvam de lição para que não ocorram novamente no futuro”, afirmou o governador.
A tropa formada por cerca de 130 oficiais atuou no resgate às vítimas. O trabalho conjunto possibilitou a troca de experiências e de tecnologias usadas em situações de desastre. Recursos avançados de busca, drones, equipamentos de visibilidade e radares de água e sólidos, além de cães e homens treinados e experientes somaram forças às operações em Brumadinho.

O comandante da delegação de Israel, coronel Golan Vach, agradeceu a hospitalidade encontrada no Estado e pontuou a qualidade dos profissionais das forças de segurança brasileira.

“Pousamos em um país que passou por uma tragédia muito grave. No local descobrimos uma coisa terrível, o grande número de pessoas enterradas na lama. Apesar das dificuldades, encontramos pessoas muito especiais. Os Bombeiros de Minas Gerais, a Polícia, e o Exército formaram um grupo de profissionais dedicados. Com eles, ombro a ombro, trabalhamos juntos para salvar vidas e achar desaparecidos”, disse.
Em um discurso emocionado, Golan Vach ressaltou ainda a amizade entre a comunidade brasileira e a israelense. “Infelizmente, somos um povo que sabe o que é sofrimento e dificuldades. Por isso, estendemos a mão a outros povos que precisam de ajuda. Nos mineiros descobrimos o coração do brasileiro. Agradeço pela hospedagem perfeita a todos os presentes. Quero abençoar o povo do Brasil no fundo do coração”, concluiu.

O comandante da 4º Região Militar, general Henrique Martins Nolasco, destacou o trabalho primoroso executado pela tropa israelense. “Independentemente de bandeiras dos países e da cor dos uniformes que trajamos, formamos um único bloco, coeso, produtivo, com todos interessados em cumprir a missão. Esperávamos restituir às famílias seus entes queridos ainda com vida. Se não conseguimos, mas identificamos e localizamos seus corpos, trouxemos um conforto a elas. Agradecemos imensamente essa equipe de israelenses. Para nós, foi uma honra apoiá-los e estar junto na execução desse trabalho”, agradeceu.

O embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelly, expressou condolências às famílias vítimas do rompimento da barragem. “Estou muito emocionado hoje ao ver essa parceria, esse grande coração aberto para todos e quero agradecer imensamente a oportunidade”, finalizou o embaixador, que recebeu a Comenda Machadinha, maior condecoração do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.

Também participaram do encontro o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, Edgard Estevo; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Giovanne Gomes da Silva; o chefe do Gabinete Militar e coordenador da Defesa Civil, coronel Evandro Borges; o comandante do 12º BI, tenente coronel Rui Martins da Mota; o coronel adido de defesa de Israel, Rayd Kadur, além de representantes do Itamaraty e da comunidade judaica no país.

Fonte: Governo de Minas

spider

[Fechar]