Governo de Minas promove obras de reforma e restauração no Parque das Águas de Caxambu - ALÔ ALÔ CIDADE

PUBLICIDADE

Governo de Minas promove obras de reforma e restauração no Parque das Águas de Caxambu

Compartilhar isso

Melhorias devem ser concluídas no primeiro semestre, com investimento em torno de R$ 1,5 milhão, por meio da Codemge


Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) está com obras de reforma e restauração em andamento no Parque das Águas Lysandro Carneiro Guimarães (Parque das Águas de Caxambu). A iniciativa inclui diversas ações de melhoria no espaço, como recuperação de muros, muretas, gradil e alambrado da quadra poliesportiva, além da construção e da reforma de calçadas. Também estão sendo reformados passeios, meio-fios e calçada portuguesa. As obras, iniciadas neste mês de janeiro, têm duração prevista de cinco meses. O investimento do Estado, por meio da companhia, totaliza cerca de R$ 1,5 milhão.


A empresa responsável pelas intervenções foi selecionada por processo licitatório de credenciamento nº 03/2018. O contrato prevê, por parte da construtora Sinarco, a execução de reparos preventivos e corretivos, adaptação, recuperação e modernização das unidades da Codemge, situadas em Minas Gerais.



Gestora do Parque das Águas de Caxambu desde 1º de outubro de 2017, a Codemge tem promovido ações diversas como limpeza, manutenção e reformas em geral. Em 2018, investiu R$ 1,4 milhão em várias intervenções, como: capina ao redor do lago; aquisição de mobiliário de piscina; limpeza do quiosque do Chico Cascateiro, ao lado do Rinque de Patinação; instalação de placas direcionais e explicativas ao longo do parque (nova programação visual com aprovação do Iepha-MG); colocação de urna de ouvidoria para dúvidas, reclamações e sugestões; informatização da bilheteria do parque, inclusive com a possibilidade de compras on-line.


Outra ação realizada pelo Estado foi a adequação paisagística no parque, com diagnóstico e supressão de árvores que apresentavam risco de queda, entre abril e julho de 2018, com o investimento de R$ 123 mil. Via Codemge, o Governo de Minas também promoveu manutenção básica e melhoria imediata no empreendimento, já no primeiro ano de gestão da unidade. Este trabalho permitiu: pintura geral (meios fios, passeios e escadas); limpeza diária de fontes e sanitários; revisão da parte elétrica das fontes, com reparo de tomadas e elevação do quadro de força da quadra de tênis; manutenção das calçadas; limpeza geral do gramado e dos jardins; vigilância e segurança contínuas; desobstrução da tubulação de água do gêiser, normalizando o fluxo diário de água; renovação de sinalização dos portões.



Em 2018, a companhia também executou uma intervenção no gêiser localizado no parque, que teve parte do piso cedido em seu entorno. Como o solo na região é formado por material de baixa resistência, o intuito da ação foi verificar, reparar e evitar o agravamento do dano, além de garantir a segurança dos usuários. As obras foram concluídas em outubro do último ano, com investimento da ordem de R$ 91,7 mil. O gêiser permanece interditado para a realização de estudos técnicos e testes necessários. A empresa promoveu, ainda, obras de reforma e revitalização da engarrafadora de Caxambu, iniciadas em julho de 2017 e finalizadas em junho de 2018. O valor investido na iniciativa foi de R$ 1,1 milhão.



Destaque, ainda, para a realização de uma pesquisa geoambiental no Circuito das Águas, com o objetivo de atualizar e aprofundar os conhecimentos técnico-científicos sobre áreas das fontes hidrominerais da Companhia na Bacia do Rio Verde (estâncias de Caxambu, Conceição do Rio Verde, Cambuquira e Lambari). Viabilizada mediante contrato com a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), a ação contou com investimento do Estado, via Codemge, em torno de R$ 2 milhões. Detalhes sobre a pesquisa, que inova no entendimento sobre origem e circulação das águas minerais no Sul de Minas, estão disponíveis no site da Codemge.



De janeiro a dezembro de 2018, o parque recebeu a visita de 118,6 mil usuários, entre turistas e moradores de Caxambu.



Situação encontrada em 2017



A companhia assumiu a gestão do Parque das Águas de Caxambu após 28 anos sob gestão da Prefeitura Municipal (maio/1989 a setembro/2017). A empresa encontrou o local em situação precária, como foi apresentado, inclusive, em audiência pública na Câmara Municipal de Caxambu em 24/08/18 (apresentação disponível no site da Codemge). O Balneário já estava fechado pela prefeitura, devido à ausência de manutenção e conservação. A Codemge recebeu o imóvel em estado de completa deterioração.



Diante da negativa por parte da prefeitura em assinar o termo de entrega e recebimento do parque, a Codemge ajuizou, em 10/11/2017, ação visando à realização de perícia judicial para constatação, de maneira clara e evidente, da situação (processo 0028.312-76/2017.8.13.0155) e dos reparos necessários em face da inexistência de cuidados mínimos com o ativo público – o laudo pericial e complementos estão disponíveis no site da companhia. A Justiça autorizou a perícia em 12/12/17. Os trabalhos periciais começaram em 12/3/18. A perícia foi concluída e juntada aos autos do processo em 10/10/18. No momento, o caso permanece sub judice.



A operacionalização completa do parque depende da conclusão do processo. A empresa reconhece o estado lastimável em que recebeu o empreendimento e está comprometida em restaurar o parque para o benefício da população de Caxambu.



Reforço na segurança



O Parque das Águas de Caxambu recebeu reforço na segurança oferecida pela Polícia Militar no município, conforme convênio celebrado com a Codemge. A ação preventiva foi alinhada com a companhia, e o plano de patrulhamento ostensivo no interior do parque prevê rondas sistemáticas, a fim de combater ações delituosas verificadas com frequência no local. Em novembro de 2018, foi finalizado também o serviço de cercamento e troca das telas do parque, elevando a proteção e a segurança no local.



Relacionamento com cidadãos



A Codemge manteve a política de acesso ao parque para os cidadãos de Caxambu, quanto a horário de entrada, valores de ingresso e volume de água disponível. Também foi instalada urna de ouvidoria para dúvidas, reclamações e sugestões dos cidadãos. Além disso, o parque tem promovido e recebido ações culturais, educativas e turísticas, realizadas pela Codemge ou com seu apoio, como:



- Dia Mundial da Água (22 e 23/3/18), com visita guiada promovida pela Codemge para centenas de crianças e adolescentes, com distribuição de cartilha disponível no site da Codemge;

- curso “A Arte de Conduzir Trilhas e Roteiros” (26 a 29/03/18), ação do Senar Minas em que 11 participantes visitaram e avaliaram pontos turísticos como o Parque das Águas e o Morro do Cristo;
- concessão de entrada gratuita no parque no aniversário de 117 anos de Caxambu (16/09/18).



Entre os eventos promovidos por terceiros, estão: Congresso da Anpocs; Encontro Dedo de Prosa da Terceira Idade – Hotel Glória; Mountain Bike e Corrida Noturna de Atletas; 9º Encontro AGMH de Veículos Antigos; FMT 500 Copa de Tênis.



A Codemge realizou também o Workshop “Turismo e Negócios: Parque das Águas de Caxambu”. O evento foi realizado em 04/05/18, no auditório do P7 Criativo, em Belo Horizonte. O objetivo foi discutir propostas sobre o turismo e o uso público do Parque das Águas, estimulando a construção coletiva de soluções para esse importante patrimônio. O trabalho buscou estruturar um plano de atividades para orientar as ações de desenvolvimento da cidade. Participaram do encontro políticos e representantes do setor hoteleiro, do comércio e do Ministério Público, além de lideranças de organizações da sociedade civil.



A empresa também esteve presente no 2º Fórum Gestão Sustentável do Parque das Águas de Caxambu – Perspectiva Regional e Integrada, realizado no município pela Sociedade Amigos do Parque das Águas (Ampara), em setembro/18. No dia 29/09/18, a Gerência de Mineração da Codemge apresentou a atuação da Companhia na Bacia do Rio Verde, onde Caxambu está inserida. Entre os tópicos abordados, esteve o Plano Diretor da Bacia do Rio Verde, além de mapeamentos geológicos e geofísicos e estudos geoambientais e hidrológicos nas estâncias hidrominerais do Circuito das Águas. O vídeo e a apresentaçãoreferentes ao Fórum estão disponíveis no site.




Próximos passos



Com relação ao Parque das Águas, a Codemge está providenciando o sistema CFTV (Circuito Fechado de TV), com câmeras de segurança e monitoramento eletrônico (projeto em elaboração). Todos os andamentos podem ser acompanhados pelo site da Codemge:



Histórico e outros investimentos


Caxambu é reconhecida por suas "águas curativas”, descobertas em 1814, e concentra um dos maiores complexos hidrominerais do mundo. O Parque das Águas Lysandro Carneiro Guimarães foi tombado pelo Iepha-MG em 1998 e teve seu conjunto paisagístico e arquitetônico tombado pela Prefeitura Municipal em 2002.



Mesmo durante a gestão da Prefeitura, a Codemge investiu cerca de R$ 7,5 milhões em obras de reforma, restauro e aquisição de móveis e utensílios para o Balneário de Caxambu, de 2007 a 2009. Em 2014, a empresa investiu R$ 400 mil em pintura. Em 2017, a companhia destinou R$ 79 mil para levantamentos cadastrais e diagnósticos dos Fontanários e do Coreto (disponíveis no site da Codemge) e outros quase R$ 80 mil para individualização das drenagens dos três poços da Fonte Mayrink até a Fonte Venâncio.


Publicidade



Fonte: Governo de Minas

spider