Estado valoriza profissionais de Enfermagem - ALÔ ALÔ CIDADE

CASA DOIS IRMÃOS

Estado valoriza profissionais de Enfermagem

Compartilhar isso

Salários da Rede Fhemig estão acima da média praticada na capital


Governo de Minas valoriza e reconhece a importância dos profissionais da Enfermagem, fundamentais, assim como os médicos, no enfrentamento à pandemia da covid-19. Prova disso, é que enfermeiros e técnicos de Enfermagem da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) têm remunerações acima do piso da categoria e da média salarial praticada nas instituições de Saúde em Belo Horizonte. 

Vale lembrar que a Rede Fhemig estabelece contratos de 40h e de 30h semanais. 

 

Técnicos

O piso salarial de técnicos de Enfermagem na capital mineira é de R$ 1.562,98 por 41h semanais. Os funcionários da Rede Fhemig, por sua vez, têm vencimento básico de R$ 1.755,96, correspondentes a 40h de trabalho. 

Este valor ainda se soma a outras garantias, como o abono emergência, a ajuda de custo e as gratificações de Incentivo à Eficientização dos Serviços (Giefs), risco saúde e final de semana. Ao todo, o técnico de Enfermagem da Fhemig recebe cerca de R$ 4.288,85. 

Já o técnico do Estado que trabalha 30h na semana tem vencimento básico de R$ 1.393,35. Acrescido dos mesmos benefícios, o salário desses profissionais vai para R$ 3.706,53. 

Uma pesquisa por amostragem realizada com 4.532 técnicos de Enfermagem da região de Belo Horizonte mostra que a média salarial era de R$ 1.712,50 em janeiro de 2020, por 41h de trabalho. O estudo foi realizado pelo site salarios.com.br, com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), considerando funcionários admitidos e desligados oficialmente pelas empresas de Saúde da capital.

 

Enfermeiros

Os enfermeiros da Fhemig que trabalham 40h por semana têm vencimento básico de R$ 3.464,43. Com as gratificações, o valor chega a R$ 6.617,15. Enquanto isso, o piso salarial para a categoria, é de R$ 2.885,74 por 38h. 

Profissionais do Estado com carga de 30h semanais recebem 2.645,82 - que podem chegar a R$ 5.408,42, se acrescidas as gratificações. 

Ambos os cargos superam a média salarial medida calculada pela pesquisa, que ouviu 1.790 enfermeiros da capital. Segundo o estudo, esses profissionais recebem aproximadamente R$ 3.161,80 por 38h de trabalho. 

 

Formação

A política de valorização profissional do Governo de Minas Gerais também beneficia os enfermeiros com especialização. Por executarem serviços de alta complexidade, especialmente agora com a covid-19, esses profissionais têm um ganho na remuneraçãoO vencimento básico é de R$ 5.063,65 por 40h de trabalho e pode chegar a R$ 8.656,16, com os benefícios. Na capital, a média salarial desses profissionais é de R$ 5.023,14.

Nessa mesma linha, os trabalhadores de Enfermagem com especialização que atuam por 30h recebem entre R$ 3.845,24 e R$ 6.937,68. 

 

Progressão

Além dessas medidas, a progressão na carreira é assegurada aos servidores efetivos do Estado. Após o estágio obrigatório, o funcionário tem seu vencimento básico aumentado em aproximadamente 2,6%. A cada dois anos, esse trabalhador garante o direito a uma nova progressão. 

Outra garantia do servidor da Saúde de Minas é o acréscimo de R$ 15,5% em seu vencimento básico a cada cinco anos.


Com informações: Governo de Minas.

ANUNCIE AQUI!