Homem é agredido na rua até a morte em Varginha-MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

Homem é agredido na rua até a morte em Varginha-MG

Compartilhar isso

Ele estava em situação de rua e foi agredido com socos, chutes e "capacetadas" até morte por dois homens

Homem é agredido na rua até a morte em Varginha-MG - Foto: redes sociais

Homem de 43 anos foi assassinado no Bairro Pinheiros em Varginha na noite deste Domingo (31/08). Um dos suspeitos do crime é dono de uma casa que teria agredido e ameaçado o morador de rua, após ele tentar furtar a fiação elétrica da residência dele no dia anterior.


Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 19h, a equipe policial recebeu uma denúncia dizendo que havia um homem com ferimentos graves caído no chão na Alameda das Acácias, no bairro Pinheiros.

Ainda segundo a PM, o SAMU foi até ao local do crime, mas assim que chegou a vítima já estava em óbito. Vizinhos contaram para os militares que dois homens teriam participado das agressões.


Ainda de acordo com a PM, imagem de câmera de segurança foi recolhida do local, e nela mostra o momento em que o suspeito chega de moto e vai ao encontro da vítima, onde começam as agressões. Após o crime, o suspeito fugiu. A Polícia Militar pesquisou o CPF do proprietário do imóvel e foi constatado que ele possui uma moto com as mesmas características. O suspeito também tem o mesmo porte físico flagrado pelas câmeras de segurança na noite de domingo.

A PM identificou a vítima e de acordo com relatório, no sábado (30), ela havia sido presa após ter tentado furtar fios de energia elétrica de uma residência num bairro próximo.


Publicidade



Segundo informações anônimas recebidas pela PM, após a tentativa de furto, ele teria sido agredido por moradores da vizinhança e também pelo dono da residência. O proprietário da casa também teria ameaçado o homem de morte.

A Polícia Civil foi ao local, realizou o serviço de perícia e liberou o corpo para o IML.


"É importante destacar que este não é o comportamento que as pessoas devem ter quando são vítimas de algum crime. Elas devem acionar a Polícia Militar e deixar que a PM tome as providências legais, cabíveis. Não deve tentar fazer justiça com as próprias mãos, é o que provavelmente aconteceu neste caso. Nós ainda não temos certeza da relação de sábado com domingo, mas estamos tentando buscar informações para confirmar essa situação", ressaltou o capitão da Polícia Militar, Marcos Paulo Abranches Teixeira.

 

A PM classificou o dono da casa como suspeito pela morte do homem no bairro Pinheiros. Os policiais estiveram na casa dele, mas o local estava fechado.

Qualquer informação que leve à identificação dos suspeitos deve ser passada à Polícia através do 190 ou Disque Denúncia pelo 181.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Canal - Alô Alô Cidade

Publicidade

Publicidade