Copasa refaturou automaticamente mais de 671 mil contas de água e devolveu aos consumidores R$ 13, 2 milhões em um ano - ALÔ ALÔ CIDADE

ANUNCIE AQUI!

Copasa refaturou automaticamente mais de 671 mil contas de água e devolveu aos consumidores R$ 13, 2 milhões em um ano

Compartilhar isso

O cálculo pela média do consumo está previsto em norma regulatória. O procedimento revisional para cotidiano e não depende do contato do cliente



A Copasa garante que segue, rigorosamente, o procedimento regulatório para definir o valor da conta de água de todos seus clientes e já devolveu, de janeiro de 2020 a janeiro deste ano, R$ 13,2 milhões a 671 mil clientes. Devido ao distanciamento social da pandemia da Covid-19 e quando há impedimento de se fazer a leitura do hidrômetro, a Companhia utiliza a média dos últimos 12 meses. Esse cálculo está previsto nos procedimentos definidos pela Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae-MG). Toda vez que o sistema da fatura aponta alguma distorção de consumo, a devolução do valor cobrado a mais, caso seja comprovado, é feita na próxima fatura automaticamente.

 

Hoje (12/02), em entrevista coletiva de imprensa, a diretora de Relacionamento e Mercado da Copasa, Cristiane Schwanka, informou que o procedimento de "compensação de valores", caso haja identificação de volumes maiores ou menores decorrentes de faturamento pela média anterior, já é feito automaticamente pelo sistema. É uma regra rotineira em que não há necessidade de solicitação do cliente, pois o cálculo é feito automaticamente na próxima fatura. Em relação ao quantitativo apontado pela Arsae, aproximadamente 500 mil consumidores, Cristiane Schwanca ressaltou que “a análise do banco de dados utilizados pela Arsae está em estudo para fins de comprovação da quantidade de clientes que já receberam a compensação de volumes nas faturas subsequentes, conforme previsto na norma regulatória”.

 

“Na impossibilidade de realizar a leitura do hidrômetro, a Copasa adota o valor da média histórica do cliente (com base nos últimos 12 meses), para então lançar no sistema de faturamento o valor presumido do consumo que teria sido realizado pelo cliente. No mês seguinte, quando a Copasa possui a condição de efetuar a leitura real do hidrômetro, sendo ou pela atividade do leiturista ou pela autoleitura – prática onde o cliente faz o acompanhamento do seu consumo e registra no site da Companhia – é possível verificar se o cliente consumiu a mais ou a menos do que foi lançado no sistema. Em seguida, o sistema da Copasa realiza o procedimento de refaturamento automaticamente. É um procedimento que independe da ação do cliente. Nosso sistema está parametrizado para receber a leitura real e comparar com a leitura presumida, efetuando o acerto do faturamento na fatura subsequente”, afirmou Cristiane Schwanca.


A Copasa possui no seu portfólio cerca de oito milhões de clientes, sendo cinco milhões relacionados ao sistema de abastecimento e outros três milhões relacionados ao sistema de esgotamento sanitário. No relatório apresentado pela Arsae, as irregularidades consideram um universo de 500 mil clientes.

Segundo a diretora, apenas no mês de janeiro de 2021, mais de 57 mil clientes tiveram suas contas refaturadas, totalizando mais de R$ 1,2 em devolução de tarifas. No ano de 2020, mais de 614 mil clientes tiveram suas faturas analisadas. O valor creditado na fatura dos clientes totalizou R$ 12 milhões.


Tecnologia a serviço do consumidor


Segundo Cristiane, o cliente que se sentir prejudicado pode abrir um protocolo de reclamação no site da Companhia. “A Copasa respondeu todos os protocolos relativos à excesso de consumo em 2020, fazendo contato com o cliente, analisando a demanda, verificando se era procedente e respondendo ao cliente. A Copasa atua de forma transparente e relacional com seu cliente e está disposta a ouvi-los sempre que necessário”, conclui.


A Copasa trabalha com excelência e de forma contínua para garantir ainda mais qualidade na prestação dos serviços de abastecimento e esgotamento sanitário em Minas Gerais. Com o foco no cliente, a Companhia está investindo na modernização dos seus canais de atendimento digitais. A expectativa é que, a partir da segunda quinzena de abril, a empresa adote o uso do WhatsApp, trazendo ainda mais segurança, eficácia e assertividade no tratamento dos chamados registrados pelos clientes.


Com informações: Assessoria de Comunicação da COPASA

J MATOS SEGUROS

ANUNCIE AQUI!

SUPERMERCADO SÃO JOSÉ