Homicídio nas margens do rio em Pouso Alegre, MG - ALÔ ALÔ CIDADE

Publicidade

O corpo de um homem foi encontrado com o rosto totalmente desfigurado de pancadas.

06/12/2014 20:19
Homicídio nas margens do rio em Pouso Alegre, MG - Fotos: Minas Acontece

Neste sábado (06), por volta das 09:45hs, na cidade de Pouso Alegre, MG, a PM foi acionada a comparecer à Rua Maria Auxiliadora Costa Lima, Bairro São Geraldo, próximo da ponte da Avenida Vereador Hebert Campos, S/Nº Campos, S/Nº, (Dique II), onde embaixo da ponte foi feito contato com a testemunha Mônica, 36 anos, desempregada e ela relatou que é usuária de drogas e faz programas sexuais por volta das 09 horas, ao descer a beira do rio Mandú e entrar em um matagal, localizado nos fundos do SESI, para realizar um programa, encontrou o corpo de um homem já sem vida com ferimentos na cabeça.


No local, a PM localizou a vítima Alexsandre Ferreira Chaves, 41 anos, Auxiliar de Limpeza, caído em decúbito ventral com ferimentos diversos na parte posterior da cabeça, provavelmente causados por pedra ou pau.

Diante dos fatos, foi acionado a Pericia Técnica e compareceu no local a Perita de Polícia Civil, que realizou os trabalhos de praxe.

Foi encontrado com a vítima 01 (uma) carteira de bolso de cor preta com documentos pessoais e 01 (um) crachá de identificação da indústria farmacêutica CIMED, 01 (um) relógio de pulso dourado, 01 (uma) pulseira de cor vermelha e 01 (uma) bolsa de tecido com alguns papéis sem valor, materiais esses que foram recolhidos pela Perícia Técnica.


No local não foi localizado o instrumento usado para a prática do delito.
Também compareceu ao local a Funerária Ferracioli, que removeu o corpo para o IML local.
Segundo informações da Perita Mariana, devido ao estado em que o corpo foi encontrado (rigidez cadavérica), provavelmente o homicídio ocorreu no período noturno.
Não foi possível colher informações sobre a autoria do fato.

A Polícia Militar segue em rastreamento de possíveis autores do crime, bem como no levantamento de demais informações.
A Polícia Civil agora deve trabalhar com várias linhas de investigação, já que a vítima teria diversa passagens pela polícia, o crime pode ter sido motivado por envolvimento com tráfico de drogas e prostituição. Também não está descartada a hipótese de latrocínio, já que a vítima trabalhava em uma indústria na cidade e ontem era o quinto dia útil do mês. A vítima não foi encontrada com documentos, mas sem dinheiro.
Na mesma região do “Aterrado” (Bairro São Geraldo) já houve homicídios semelhantes.
As investigações agora ficam por conta da Polícia Civil de Pouso Alegre.

Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

Vídeo:


Fotos:




Informações: Polícia Militar
Leia mais no Minas Acontece

Homicídio nas margens do rio em Pouso Alegre, MG

O corpo de um homem foi encontrado com o rosto totalmente desfigurado de pancadas.

06/12/2014 20:19
Homicídio nas margens do rio em Pouso Alegre, MG - Fotos: Minas Acontece

Neste sábado (06), por volta das 09:45hs, na cidade de Pouso Alegre, MG, a PM foi acionada a comparecer à Rua Maria Auxiliadora Costa Lima, Bairro São Geraldo, próximo da ponte da Avenida Vereador Hebert Campos, S/Nº Campos, S/Nº, (Dique II), onde embaixo da ponte foi feito contato com a testemunha Mônica, 36 anos, desempregada e ela relatou que é usuária de drogas e faz programas sexuais por volta das 09 horas, ao descer a beira do rio Mandú e entrar em um matagal, localizado nos fundos do SESI, para realizar um programa, encontrou o corpo de um homem já sem vida com ferimentos na cabeça.


No local, a PM localizou a vítima Alexsandre Ferreira Chaves, 41 anos, Auxiliar de Limpeza, caído em decúbito ventral com ferimentos diversos na parte posterior da cabeça, provavelmente causados por pedra ou pau.

Diante dos fatos, foi acionado a Pericia Técnica e compareceu no local a Perita de Polícia Civil, que realizou os trabalhos de praxe.

Foi encontrado com a vítima 01 (uma) carteira de bolso de cor preta com documentos pessoais e 01 (um) crachá de identificação da indústria farmacêutica CIMED, 01 (um) relógio de pulso dourado, 01 (uma) pulseira de cor vermelha e 01 (uma) bolsa de tecido com alguns papéis sem valor, materiais esses que foram recolhidos pela Perícia Técnica.


No local não foi localizado o instrumento usado para a prática do delito.
Também compareceu ao local a Funerária Ferracioli, que removeu o corpo para o IML local.
Segundo informações da Perita Mariana, devido ao estado em que o corpo foi encontrado (rigidez cadavérica), provavelmente o homicídio ocorreu no período noturno.
Não foi possível colher informações sobre a autoria do fato.

A Polícia Militar segue em rastreamento de possíveis autores do crime, bem como no levantamento de demais informações.
A Polícia Civil agora deve trabalhar com várias linhas de investigação, já que a vítima teria diversa passagens pela polícia, o crime pode ter sido motivado por envolvimento com tráfico de drogas e prostituição. Também não está descartada a hipótese de latrocínio, já que a vítima trabalhava em uma indústria na cidade e ontem era o quinto dia útil do mês. A vítima não foi encontrada com documentos, mas sem dinheiro.
Na mesma região do “Aterrado” (Bairro São Geraldo) já houve homicídios semelhantes.
As investigações agora ficam por conta da Polícia Civil de Pouso Alegre.

Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

Vídeo:


Fotos:




Informações: Polícia Militar
Leia mais no Minas Acontece

Nenhum comentário:

Postar um comentário